16 maio 2022 10:51
16 maio 2022 10:51

Parado desde o início da pandemia, Acre volta com realização de Transplante de Fígado na Fundhacre

Por Dry Alves, da Redação Ecos da Notícia

Convivendo com cirrose hepática há 26 anos, Valdecio Gomes, de 41 anos, recebeu, nesta quinta-feira, 7, um fígado vindo de Tocantins. A cirurgia ocorreu na Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) e, pelo menos, 30 profissionais estiveram envolvidos direta e indiretamente na realização do procedimento cirúrgico.

“Convivo com a cirrose hepática desde 1996, e não foi fácil chegar até aqui, pois a doença abala a mente. No decorrer dos anos, passei por algumas crises, sempre acompanhado por minha companheira incansável. Tive pessoas maravilhosas que me ajudaram até aqui, sobretudo na Fundhacre, o médico Aloysio Coelho, cirurgião do aparelho digestivo, e toda a equipe da fundação, que me acolheu em todas as etapas, principalmente na minha última internação, de 12 dias”, relata Valdecio.

Maiza Monteiro, esposa do receptor, relata com felicidade quando o esposo foi procurado para realizar o procedimento.

“Ficamos felizes quando a equipe do Serviço de Assistência Especializada (SAE) entrou em contato, e estamos com o pensamento positivo para a realização, do transplante. Foi muita correria até aqui, mas conseguimos chegar”, disse.

Os transplantes de fígado haviam parado desde o início da pandemia, e retomam agora fazendo com que a fila volte a andar. O presidente da Fundhacre, João Paulo Silva, destaca a importância dessa retomada para a população.

“São notórios os esforços das instituições de saúde e do governador Gladson para que isso seja realizado. Essa ação é uma reposta para a sociedade, e irá promover bem-estar e qualidade de vida para o paciente, que estava aguardando na fila de transplante nacional”, disse o presidente.

 

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.197 outros assinantes

ÚLTIMAS