19 maio 2022 8:19
19 maio 2022 8:19

MONSTRO DO PURUS: Detido pelos próprios familiares e amarrado a cordas foi entregue a polícia

A informação foi dada na tarde de hoje pelo delegado de Polícia Civil de Sena Madureira, Leonardo Neves.

Por Aldejane Pinto, Redação Ecos da Notícia com Radar 104

O homem que passou a ser conhecido como “O monstro do Purus”, Jarles Oliveira da Silva, um colono residente nas proximidades da comunidade Novo Amparo, às margens do rio Purus, na fronteira do Acre com o território do Estado do Amazonas, já está em poder da polícia amazonense.

Ele foi entregue a policiais civis e militares do Acre à Polícia do Amazonas na manhã desta quarta-feira (13), pelos proprios familiares dele, que o amarraram com cordas até a chegada da policia.

A informação foi dada na tarde de hoje pelo delegado de Polícia Civil de Sena Madureira, Leonardo Neves. O acusado vai responder por crimes de latrocínio (o assalto seguido de morte), estupro e duplo homicídio, em inquérito instaurado pela polícia do Amazonas, já que os crimes ocorreram na jurisdição daquele Estado.

A segunda vítima do criminoso morreu na tarde ontem (12), dentro da ambulância que o trazia de Sena Madureira para Rio Branco. Identificado por Francisco da Silva Amorim, a vítima foi golpeada com um pé de cabra na cabeça, quando tentava defender sua esposa de estupro, infelizmente consumado pelo criminoso, após ter sua casa invadida por Jarles Oliveira da Silva. Ele invadiu a residência do casal já com a intenção do estupro. Como encontrou a reação do marido, armou-se com o pé de cabra e feriu o dono da casa, que foi socorrido e ainda chegou com vida ao Hospital de Sena Madureira. Como sua situação era de extrema gravidade, foi enviado para Rio Branco, mas não resistiu e morreu a caminho da Capital.

Em depoimento à Polícia em Sena Madureira, a mulher da vítima confirmou ter sido estuprada por Jarles.
Em seguida, na mesma comunidade, Jarles também matou o idoso Anacleto Lúcio dos Santos, de 72 anos de idade. O bandido invadiu a casa do idoso à procura de dinheiro e por não obter êxito praticou o crime. Jales era conhecido na região como usuário de drogas.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.222 outros assinantes

ÚLTIMAS