21 maio 2022 5:31
21 maio 2022 5:31

Menino indígena atropelado por caminhão ao sair da escola morre após ficar mais de 10 dias na UTI

Por Redação Ecos da Notícia

David da Silva Katukina, o menino indígena de 10 anos, da etnia Noke Koi, atropelado por um caminhão quando voltava da escola na Terra Indígena Campinas Katukina, entre Cruzeiro do Sul e Tarauacá, no dia 25 de março, morreu na terça-feira (19) após passar mais de 10 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dp Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC).

A criança ficou em estado grave após o acidente e passou por cirurgia no Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul, e depois foi transferida para a capital no dia 8 de abril, onde ficou internada no Into.

Ainda segundo o governo, a criança foi submetida também a uma laparotomia exploratória para conter um sangramento abdominal. Ele também foi avaliado por um ortopedista por conta de uma fratura exposta no fêmur esquerdo.

g1 tentou contato com a família do menino, mas não obteve respostas. Procurada pela reportagem, a coordenação do Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Alto Rio Juruá e aguarda posicionamento.

Motorista se apresentou após fugir do local

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) socorreu o menino e o levou para o hospital. Após a batida, o motorista fugiu do local sem prestar socorro.

Ele se apresentou na tarde de sexta em uma delegacia de Cruzeiro do Sul para prestar depoimento. O delegado Rafael Távora disse que o motorista alegou que fugiu com medo de sofrer represálias. O condutor contou também que viajava de Cruzeiro do Sul para Rio Branco.

Nesta quarta-feira (20), o delegado informou que ainda está ouvindo algumas testemunhas para poder fechar o inquérito e encaminhar para o Judiciário.

Fonte: G1 AC

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.228 outros assinantes

ÚLTIMAS