25 maio 2022 8:22
25 maio 2022 8:22

Mãe é acusada de matar filha de 9 anos com tranquilizante para cavalos na Grécia

Por Redação Ecos da Notícia

Detida semana passada, a mulher de 33 anos negou ter feito qualquer coisa errada. Sua filha, Georgina, morreu no hospital, e exames toxicológicos mostraram a presença de ketamina.

Uma mãe de 33 anos foi acusada de ter intencionalmente matado a sua filha de 9 anos, em um caso que causou muita indignação do público da Grécia.

Um promotor grego decidiu nesta segunda-feira (4) que ela permanecerá sob custódia aguardando julgamento, segundo a agência Athens News.

A mãe, detida semana passada na cidade de Patras no sul da Grécia e transferida para Atenas para comparecer diante de um juiz, negou ter feito qualquer coisa errada.

Sua filha Georgina morreu no hospital, e exames toxicológicos póstumos mostraram que ela havia recebido ketamina, um tranquilizante para cavalos usado muitas vezes durante cirurgias em animais.

O medicamento não havia sido prescrito pelos médicos que a trataram.

Outras duas meninas da família também morreram em circunstâncias misteriosas nos últimos três anos, o que levou a unidade de homicídios a investigar o caso.

Todas as três meninas morreram enquanto estavam sendo tratadas no hospital.

A causa da morte das duas irmãs de Georgina permanece sem explicação e um promotor também iniciou uma investigação sobre as suas mortes.

Fonte: G1

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.228 outros assinantes

ÚLTIMAS