25 maio 2022 7:58
25 maio 2022 7:58

Gari é morto por assaltantes durante coleta de lixo

Aldenir Rodrigues Castilho, de 27 anos, deixa dois filhos pequenos

Por Redação Ecos da Notícia

Gari – O coletor Aldenir Rodrigues Castilho, de 27 anos, morreu nesta terça-feira (26) durante um assalto na Travessa S6, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. O trabalhador foi atingido com um tiro no peito e caiu no meio da rua.

Os colegas que estavam fazendo a coleta de lixo junto com a vítima não perceberam que Aldenir tinha sido atingido por um disparo e que não estava no carro. Somente quando os moradores correram a trás do veículo e gritaram para avisar o que havia aconteceido, é que os colegas perceberam.

Aldenir chegou a ser levado para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, mas não resistiu e morreu.

Em nota, a Secretaria Municipal de Limpeza Pública informou que o gari trabalhava há 8 meses na empresa Marquise e que a vítima tinha se assustado com a abordagem dos criminosos e acabou atingido com um disparo.

Aldenir Rodrigues deixou dois filhos pequenos.

“A Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) informa que o colaborador da Marquise Ambiental, empresa terceirizada que realiza serviços de coleta domiciliar em Manaus, Aldenir Rodrigues Castilho, 25 anos, morreu após ser baleado em um assalto, na noite desta terça-feira, 26/4.

Os agentes de coleta estavam fazendo a coleta diária na Travessa S6, no bairro Japiim, zona Sul da cidade, no momento do assalto, quando Aldenir se assustou com a abordagem dos suspeitos e foi atingindo com os disparos por um dos assaltantes. Aldenir deu entrada no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, mas não resistiu e faleceu na unidade de saúde. O agente tinha oito meses de prestação de serviços na Marquise.

A Semulsp, em nome do secretário Altervi Moreira, lamenta profundamente a fatalidade e, neste momento de dor, está procurando dar todo o apoio e solidariedade à família de Aldenir.”

Outro caso

A morte do gari Aldenir Rodrigues faz relembrar o caso Marlon dos Santos, de 25 anos, que também foi morto enquanto trabalhava. Marlon era funcionário da empresa Águas de Manaus e levou um tiro na cabeça. A vítima foi levada para o Pronto-Socorro (PS) Dr. João Lúcio, onde ficou internado três dias na Unidade Terapia Intensiva (UTI).

Imagens de uma câmera de segurança flagraram o momento em que um homem com trajes de entregador de delivery chega ao local e estaciona a motocicleta próximo ao grupo de trabalhadores da concessionária de água. O criminoso anuncia o assalto e exige os celulares dos funcionários.

Marlon, por sua vez, se negou entregar o seu aparelho móvel e reagiu, travando luta corporal com o assaltante. Na tentativa de desarmar o criminoso, o funcionário da concessionário foi atingido com um tiro no olho e caiu em via pública. Outro trabalhador da empresa ainda tentou segurar o criminoso, que fugiu pilotando a motocicleta.

Assista a reportagem de Mairkon Castro com imagens de Fred Pacheco

Por Portal Tucumã

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.226 outros assinantes

ÚLTIMAS