25 maio 2022 11:33
25 maio 2022 11:33

Ex-agente penitenciário que decapitou a esposa tem prisão preventiva mantida novamente

Por Redação Ecos da Notícia

Ao manter a prisão preventiva do ex-agente penitenciário Ivanhoé de Oliveira Lima, o juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Alesson Braz, escreveu em um dos trechos da decisão que “a medida tem como finalidade a garantia da ordem pública, dada a gravidade do crime e para evitar a reiteração delitiva”.

Ivanhoé de Oliveira Lima foi preso no dia 21 de fevereiro de 2020 pela acusação de assassinar a esposa, Larissa Aurélia da Costa Silva, de 17 anos. O crime ocorreu na residência do casal, localizada na Rua C, Vila Jorge Kalume, na Estrada do Barro Vermelho.

Consta na denúncia do Ministério Público do Acre que, após uma discussão, Ivanhoé de Oliveira, matou e decapitou a adolescente. Em seguida, deixou o imóvel, caminhou pela via e lançou a cabeça na porta da casa da mãe da vítima.

Horas depois, o ex-agente de segurança foi preso por policiais do BOPE em uma quadra de grama sintética no conjunto Tangará. O réu estava ingerindo bebida alcoólica quando foi surpreendido pelos policiais.

Esta é a terceira vez que Ivanhoé de Oliveira tem a prisão preventiva reavaliada e mantida. A justiça chegou a marca o júri do acusado para o dia 10 do mês passado, mas a sessão foi cancelada a pedido do Ministério Público do Acre.

Fonte: Acrenews

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.262 outros assinantes

ÚLTIMAS