16 maio 2022 6:25
16 maio 2022 6:25

Denúncia de agressão contra idosa de 93 anos será investigada

Agressões seriam praticadas pela nora da aposentada, que mora na mesma residência

Por Redação Ecos da Notícia

Policiais do 89º DP, na zona sul de São Paulo, abriram uma investigação para apurar denúncia de agressões físicas e maus-tratos sofridos por uma aposentada de 93 anos. A mulher vive com o filho. Na mesma casa moram a nora e o neto dela, filho do casal.

A história veio à tona depois que uma cuidadora percebeu que a idosa vinha sendo agredida pela nora quando a mulher ficava sozinha em casa com a companheira do filho dela.

Na semana passada a cuidadora discutiu com a patroa por causa da maneira como ela falava com a idosa, com xingamentos e ofensas, usando expressões como “velha chata”, “velha gagá” e outras formas depreciativas. Sem concordar com o tratamento dispensado pela nora à sogra, a cuidadora foi embora e disse que não voltaria ao trabalho. Dois dias depois, a patroa ligou afirmando que precisava da ajuda dela porque a idosa havia caído sozinha na sala e se machucado. Ao chegar à casa da patroa, a cuidadora percebeu que a idosa estava com os olhos e o rosto muito roxos. Ela fotografou os ferimentos e procurou a polícia.

A patroa teria insistido na versão de que a aposentada havia caído e se machucado sozinha, mas a idosa teria desmentido e contado que foi empurrada. Por ter idade avançada, a idosa caminha com dificuldade e muitas vezes precisa de ajuda.

A polícia ainda vai ouvir pelo menos oito cuidadoras que trabalharam na casa e não teriam ficado no emprego porque a nora da aposentada também maltratava as funcionárias.

A equipe de reportagem conversou por telefone com outra cuidadora de idosos que prestou serviços à família, e ela confirmou as ofensas feitas pela nora à idosa.

Por Portald24am

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.199 outros assinantes

ÚLTIMAS