16 maio 2022 6:24
16 maio 2022 6:24

Após alta, crianças que se perderam na floresta serão homenageadas pelo CIGS

Por Redação Ecos da Notícia

A homenagem deve acontecer na próxima segunda-feira (11), no Centro de Instrução de Guerra na Selva.

Após receberem alta médica nesta quarta-feira (6), os irmãos Gleiçon Carvalho Ferreira, de 9 anos e Glauco Carvalho Ferreira, de 7 anos, que passaram 26 dias perdidos em uma área de mata no município de Manicoré, serão homenageados pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS).

De acordo com o coronel Terra, que representou o Comandante Militar da Amazônia, Furlan Neto, no momento em que as crianças deixaram o Hospital e Pronto-Socorro da Criança da Zona Oeste após 21 dias internadas, os irmãos devem ser homenageadas na próxima segunda-feira (11).

“Foram tantos dias sobrevivendo na selva Amazônica. Então, com isso, o general Furlan faz questão de que sejam homenageados no CIGS – que é uma referência mundial. Eles têm toda a admiração e respeito de todos os guerreiros de selva e todos os soldados da Amazônia do Brasil”, afirma.

Ainda de acordo com o coronel, o fato das crianças terem crescido numa área de selva contribuiu para a sobrevivência dos irmãos.

“Temos o curso de guerra na selva e um instrutor do CiGS ainda chegou a comentar sobre o assunto em uma rede de TV. Eles são uns garotos que cresceram no local e conhecem o ambiente onde estavam, muito embora a dificuldade que passaram, com certeza, se alimentaram de frutas, além do período de chuvas para ter como se hidratar, que não é fácil. O fato de estarem juntos, ainda, psicologicamente, um ajudou o outro”, explica.


Cel. Terra representou o Comandante Militar da Amazônia, Gen. Furlan Neto, que deseja homenagear os pequenos

Atendimento médico

As crianças deram entrada na unidade no dia 17 de março. Foram 26 dias perdidos na floresta. Devido às condições de saúde, os irmãos tiveram que ser transferidos do Hospital Municipal Hamilton Cidade para Manaus em uma UTI aérea da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM).

Durante os dias que passaram na capital amazonense, as crianças foram acompanhadas por equipe multidisciplinar. Na terça-feira (5), as crianças já apresentavam boas condições clínicas, o que possibilitou a alta hospitalar.

Já nesta quarta-feira (6), após alta médica, eles já foram encaminhados para a Casa de Saúde indígena de Manaus (Casai), na AM-010.

Relembre o caso

As crianças saíram de casa, no dia 18 de fevereiro, para caçar pássaros na floresta da comunidade Indígena Palmeira, em Manicoré, e só foram encontradas no dia 15 de março, por um cortador de madeira.

Desnutridos, por conta dos dias que passaram sem se alimentar, os irmãos foram levados de barco à sede do município. As buscas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) já haviam sido encerradas.

Acompanhe momento de saída das crianças:

 

Acompanhe Cel. Terra, do Cigs, falando sobre a homenagem:

Fonte: Portal em Tempo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.199 outros assinantes

ÚLTIMAS