24 maio 2022 7:48
24 maio 2022 7:48

Acusado de matar professor degolado é condenado a quase 20 anos de prisão

Por Redação Ecos da Notícia

A denúncia do Ministério Público do Acre contra Raimundo da Silva Alventino, acusado pela morte do professor José Augusto de Freitas, foi considerada procedente. Roxo Néris, como é mais conhecido, foi condenado a 19 anos, 4 meses e 10 dias por homicídio qualificado, com meio cruel, e também pelo crime de furto qualificado.

A decisão foi do Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri, em sessão realizada nesta segunda-feira, 4, no Fórum Criminal. Raimundo Alventino terá que cumprir a pena em regime fechado e não poderá recorrer em liberdade.

O professor José Augusto Freitas, de 51 anos, foi assassinado no dia 17 de setembro de 2019. O corpo foi encontrado na manhã seguinte na casa da vítima, localizada na Rua Francisco Ribeiro, região do Belo Jardim.

Consta na denúncia apresentada pelo Ministério Público do Acre que a vítima foi degolada e, logo após matar o professor, Raimundo Alventino furtou um aparelho celular, uma motosserra e um aparelho de TV. O caso foi investigado na sede da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil.

Logo após a sentença ser prolatada, o réu foi encaminhado de volta ao presídio para dar início ao cumprimento da pena.

Fonte: Acrenews

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.224 outros assinantes

ÚLTIMAS