5 julho 2022 10:33
5 julho 2022 10:33

Xapuri completa 117 anos de história e resistência

Por Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

Xapuri, conhecida como “a princesinha do Acre”, completa 117 anos de elevação à cidade nesta terça-feira, 22. Distante 180 quilômetros da capital Rio Branco, o município foi palco de luta e história. Berço da Revolução Acreana e símbolo da sustentabilidade é conhecida mundialmente por ser a terra do líder seringueiro Chico Mendes.

Durante o Ciclo da Borracha tornou-se uma das principais zonas comerciais do Acre.  Ocupado por autoridades bolivianas, no dia 6 de agosto de 1903, o povoado foi tomado pelas tropas do coronel Plácido de Castro, marcando o início da última e vitoriosa etapa da Revolução Acreana, que culminou com a anexação do Acre ao Brasil.

O município tornou-se conhecido mesmo pela luta em prol da preservação ambiental, tendo como ícone um de seus filhos mais ilustres, o ambientalista Chico Mendes. Na década de 1980 a cidade foi cenário do movimento de resistência dos seringueiros em defesa dos seringais nativos da região.

O Túnel das seringueiras embeleza a entrada da cidade. Foto: Alice Leão.

Conheça os principais pontos turísticos da cidade:

Rua do Comércio

É a área mais antiga da cidade. Nela ficavam localizadas as grandes casas comerciais do Alto Acre. Durante o apogeu da borracha era lá que aconteciam as transações comerciais de mercadorias procedentes de Manaus, Belém, Estados Unidos e Europa. À sua frente ancoravam os navios, gaiolas, vapores e chatas (embarcações) abarrotados de mercadorias, que chegavam para abastecer os seringais da região.

Casa de Chico Mendes

A Casa de Chico Mendes é o local onde residia e foi assassinado o líder seringueiro, por lutar contra o desmatamento. Em 22 de dezembro de 1988, foi morto com um tiro de escopeta no peito, na frente da esposa e dos dois filhos, aos 44 anos.

Casa de Chico Mendes em Xapuri. Fotos: Alice Leão.

Chico Mendes defendeu os povos da floresta nas décadas de 1970 e 1980 e tornou-se um símbolo da resistência e da preservação ambiental.

Paróquia São Sebastião

Construída na década de 50, foi projetada pelos padres Felipe Gallerane e Carlos Zucchini. Seu principal acervo é a imagem de São Sebastião, trazida da Itália e doada à igreja pelo Dr. Epaminondas Jácome, em 1915.

A Igreja Católica, em Xapuri, teve suas origens na devoção dos primeiros nordestinos que chegaram nessas terras. Na época, as condições precárias faziam com que o sofrimento das pessoas crescesse a cada dia. A única esperança era buscar refúgio na proteção divina. Foi dessa situação que surgiu a devoção a São Sebastião na cidade.

Interior da Paróquia São Sebastião, em Xapuri. Foto: Alice Leão.

Praça São Sebastião

A Praça São Sebastião está situada à margem do Rio Acre, em frente à foz do Xapuri, um dos seus maiores afluentes. Nela encontra-se a estátua de São Sebastião, padroeiro do município. O lugar é bem arborizado e bastante utilizado pelos visitantes para visualização dos rios.

Cooperacre – Cooperativa de Produtos do Acre

No local onde antigamente funcionava a Fundação Chico Mendes, está instalada uma das filiais da Cooperativa de Produtos do Acre (Cooperacre). Lá são vendidos produtos regionais, como castanha do Brasil “in natura” empacotada à vácuo, castanha cristalizada, polpas de frutas regionais e outros.

Produtos produzidos no Acre são vendidos na Cooperacre. Foto: Alice Leão.

Obras e Investimentos

O governo do Estado reconhece a importância da cidade e vem realizando grandes obras e investimentos que beneficiam a população xapuriense.

Governador assina Ordem de Serviço para a construção da ponte. Foto: Diego Gurgel

A principal delas foi a assinatura da Ordem de Serviço para a construção da tão sonhada Ponte da Sibéria, no dia 5 de março. A obra está orçada em mais de R$ 40 milhões, com mais de R$ 15 milhões em recursos próprios e R$ 25 milhões frutos de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar.

No mesmo dia foi assinada a ordem de serviço para a construção do cercamento do aeródromo do município, no valor de R$ 1,3 milhão. No total, os investimentos alcançam o valor de R$ 42 milhões.

O objetivo é a melhoria da trafegabilidade, escoamento rural, entre outras atividades na região contemplada, com abrangência populacional aproximada de 19.596 pessoas.

Outro significativo investimento para o município é a construção da sede própria da Defensoria Pública Estadual. O prédio, orçado em R$ 378,6 mil, está em fase de conclusão. O espaço de 180 metros quadrados contará com recepção, duas salas para defensores públicos, sala de assessoria, banheiros sociais, copa, despensa, depósito e garagem.

Fonte: Agência Acre

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.801 outros assinantes

ÚLTIMAS