23 maio 2022 5:56
23 maio 2022 5:56

Servidores do INSS farão greve pelo reajuste salarial de 19,99%

Por Redação Ecos da Notícia

Servidores do INSS prometem entrar em greve nesta quarta-feira dia 23 que até então não tem tempo determinado para acabar.

Desde a última quinta-feira, dia 18, o documento assinado por Laurizete Araújo Gusmão, da diretoria colegiada da federação que informa a realização do protesto está nas mãos do presidente do Instituto, José Carlos de Oliveira.

Objetivos da greve

O objetivo da paralisação é pressionar a presidência da autarquia a pagar um reajuste salarial, de 19,99%. Porém esse não é o único motivo.

No documento ainda consta reivindicação dos trabalhadores para que o Governo Federal revogue o processo de aprovação da Reforma Administrativa que está em tramitação no Congresso. A classe também pede o fim da regra do teto de gastos públicos.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) acenou conceder aumento para policiais federais, rodoviários federais e agentes penitenciários e com isso diversas categorias do funcionalismo público federal estão mobilizadas para cobrar recomposição salarial também.

Impactos da greve

De acordo com especialistas, a greve impactará diretamente na fila de espera do INSS, atrasando ainda mais os atendimentos.

Os números estão cada vez mais preocupantes, atualmente houve um aumento de 30,55% no número de segurados que esperam atendimento para realização de perícia médica passando de 635.780, em março do ano passado, para 828.963, neste mês. Com a paralisação é esperado que esse número cresça ainda mais.

Como justificativa para a demora no atendimento, o INSS informou ao Supremo que a falta de servidores e o aumento do número de pedidos são as principais causas.

Desde a última quinta-feira (17) os funcionários do Banco Central seguem fazendo paralisações diárias de quatro horas por dia com objetivo de obterem reajuste salarial e reestruturação da carreira.

Porém nenhuma medida foi tomada e caso até esta terça-feira (22) esse quadro não mude a categoria discutirá em assembleia, a possibilidade de greve por tempo indeterminado. Seguindo o mesmo caminho dos trabalhadores do INSS.

Fonte: Jornal Contábil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.224 outros assinantes

ÚLTIMAS