22 maio 2022 11:15
22 maio 2022 11:15

Pabllo afronta, Bolsonaro faz denúncia grave e cantora é condenada por crime: “Proibida”

Jair Bolsonaro não gostou nada de ver Pabllo Vittar fazendo propaganda eleitoral para Lula e fez questão de fazer uma denúncia ao TSE

Por Redação Ecos da Notícia

Pabllo Vittar surpreendeu durante sua apresentação no Lollapalooza e levantou explicitamente a bandeira do ex-presidente Lula, um dos futuros candidatos à eleição presidencial que terá início neste ano. Acontece que a ação desagradou em cheio o partido de Bolsonaro, que entrou com um pedido no TSE.

Ao Tribunal Superior Eleitoral, o PL classificou as manifestações de Pabllo Vittar como propaganda eleitoral antecipada e pediu para que qualquer manifestação política no Lolapalooza seja completamente proibida. Embora o pedido tenha sido acusado como censura, o tribunal acabou acatando a solicitação.

Pabllo Vittar afrontou Bolsonaro

O ministro responsável, Raul Araújo, entendeu que “a manifestação exteriorizada pelos artistas durante a participação no evento, tal qual descrita na inicial, e retradada na documentada anexada, caracteriza propaganda político-eleitoral”, o que já a partir daí indicava que haveria uma posição favorável a Bolsonaro.

Com a nova determinação, ficará proibida “a realização ou manifestação de propaganda eleitoral ostensiva e extemporânea em favor de qualquer candidato ou partido político por parte dos músicos e grupos musicais que se apresentem no festival”, sob pena de multa de R$ 50.000,00 por ato de descumprimento.

Crime?

No pedido ao TSE, o PL argumentou que a manifestação política realizada no evento “fere inúmeros dispositivos legais”. “Eis porque a manifestação política em mais de um show, uma em absoluto desabono ao pré-candidato Jair Bolsonaro e outra em escancarada propaganda antecipada”,observou o partido.

Por TVFOCO

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.224 outros assinantes

ÚLTIMAS