23 maio 2022 10:05
23 maio 2022 10:05

Jenilson Leite diz que Bocalom precisa pedir desculpas aos servidores Públicos do Acre

Deputado diz que o mínimo que Bocalom pode fazer agora é pedir desculpas aos servidores após piada em que os compara a touros preguiçosos

Por Assessoria

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB) usou sua fala na Tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para se posicionar contra os ataques que os servidores públicos do Acre têm sofrido.

Jenilson repudiou a fala do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP), que em um evento na segunda-feira (21), fez uma piada onde comparava os servidores públicos à “touros preguiçosos”.

“Além da luta pela valorização e reconhecimento, não vamos aceitar desrespeito com o que os servidores públicos vêm sendo tratados nos últimos três anos”, iniciou Jenilson.

Foto: Assessoria

O deputado lembrou o episódio em que o então subsecretário de Saúde, coronel da reserva Jorge Rezende, insultou os servidores e não houve um pedido de desculpas. Agora ele cobra que não aconteça o mesmo com o prefeito da capital.

“Há dois anos, quando faziam a luta por reconhecimento na Sesacre, um secretário de saúde chamou o servidores públicos de vagabundos e não houve nenhum pedido de desculpas por parte do Governo, e agora, o prefeito, em uma piada infeliz, chama os servidores de preguiçosos. Bocalom precisa pedir desculpas ao servidores públicos”.

Jenilson, que também é médico servidor público estadual, tendo inclusive se afastado do parlamento para atender durante o pior momento da pandemia da Covid-19, exigiu respeito.

Ele lembra que durante a pandemia, a atuação dos servidores da saúde, educação, segurança, administrativo e todos os setores foram fundamentais para funcionamento do Estado em um momento extremamente delicado.

Foto: Assessoria

“O servidor matou no peito essa pandemia e querer chamar de preguiçoso? Precisamos de respeito e reconhecimento, pois são estes [os servidores] os responsáveis pelos mais diversos serviços prestados no Acre. Mais de 90% da população não tem condições de pagar educação e segurança e dependem de quem? Dos servidores públicos”.

O deputado aproveitou ainda para falar sobre o reajuste de 5,42% dado pelo Governo do Acre. O projeto ainda não chegou à Aleac.

“Nos próximos 10 duas nesta casa precisa ser feita uma luta firme. Não podemos compactuar com essa proposta de 5%, o reajuste deve acompanhar pelo menos a inflação que comeu o poder de compra da população. Conte conosco em mais essa luta que seja vitoriosa”, disse Jenilson ao relembrar a luta em defesa dos direitos dos servidores contra a reforma da Previdência.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.224 outros assinantes

ÚLTIMAS