22 maio 2022 1:29
22 maio 2022 1:29

Imposto de Renda: como declarar a sua renda fixa?

Por Redação Ecos da Notícia

A declaração do imposto de renda é especialmente mais delicada para quem investe. Isso porque essas pessoas, além de declarar os rendimentos, precisam informar à Receita Federal seus investimentos, mesmo que isso não gere mais impostos. E um dos maiores investimentos do país está na renda fixa, o que exige um cuidado especial de quem investe.

Por isso, hoje vamos falar da declaração do imposto de renda para quem investe. Nessa modalidade, vamos falar sobre como declarar a sua renda fixa em 2022. Ainda, vamos falar dos cuidados que você deve tomar na hora de informar o governo os seus investimentos.

São produtos diferentes
Mesmo que sejam produtos da mesma categoria, é importante lembrar que os produtos são diferentes entre si. Com isso, CDB, LCI, LCA, fundos de investimentos e Tesouro Direto são produtos que têm categorias diferentes na hora da sua declaração. E isso não é em vão.

Isso porque eles possuem uma tributação diferente. Enquanto LCI, LCA, CRI e CRA são isentos de imposto de renda e, por isso, não são iguais a um CDB ou a um outro título de renda fixa privada. Ainda, o Tesouro Direto é um título público e, por isso, também tem um formato diferente. No caso dos fundos de investimentos, são produtos com CNPJ próprio, o que também muda a sua declaração. Apesar disso, declarar a sua renda fixa no imposto de renda é bastante simples.

Com o seu informe de rendimentos da corretora ou banco em mãos, é hora de partir para a operação de declaração do imposto de renda. Todos os produtos entram na aba Bens e Direitos, mesmo que sejam diferentes. É nessa aba que entram todos os seus investimentos, na verdade.

Declarando o seu imposto de renda
Para declarar os seus investimentos, é preciso entender como funciona a aba Bens e Diretos. Lá, você tem alguns subgrupos de investimentos e, depois de clicar neles, você tem acesso ao tipo exato do seu investimento. Por isso, o imposto de renda é, na verdade, bastante simples, basta ter atenção.

Para declarar os fundos de investimentos de renda fixa, vá em Bens e Direitos, selecione o código “7 – Fundos”. A sua renda fixa se encaixará no grupo “1 – Fundos de investimentos sujeitos à tributação periódica (come-cotas)”. Já o Tesouro é em outro lugar. Para declará-lo, você deve ir em Bens e Direitos, grupo “4 – Aplicações e Investimentos” e, depois, ir em “02 – Títulos públicos e privados sujeitos à tributação (Tesouro Direto, CDB, RDB e Outros)”. Aqui também entram os seus títulos de renda fixa que têm imposto de renda. Aqui também entram os valores das suas contas digitais, como Nubank. Vale lembrar que LCI, LCA, CRI e CRA não é aqui. Para declarar esses ativos, você clicará em “4 – Aplicações e Investimentos” e, posteriormente, vá em “03 – Títulos isentos de tributação (LCI, LCA, CRI, CRA, LIG, Debêntures de Infraestrutura e outros)”.

Nos fundos de investimentos, você preencherá com o CNPJ do fundo. Nos demais títulos, vai o CNPJ da sua corretora ou banco, que é a fonte pagadora. Dessa forma, você consegue declarar os seus produtos normalmente no imposto de renda.

Por Brasil 123

 

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.227 outros assinantes

ÚLTIMAS