21 maio 2022 10:22
21 maio 2022 10:22

Governo recebe e discute demandas do agronegócio do estado

Por Redação Ecos da Notícia

Com uma gestão marcada pelo diálogo, o governador Gladson Cameli esteve reunido, nesta segunda-feira, 21, com produtores rurais, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Acre (Faeac), em Rio Branco. Na oportunidade, o chefe de Estado recebeu demandas do setor produtivo e debateu propostas para solucioná-las.

Durante a reunião, foram apresentadas pautas relacionadas a tributação estadual, meio ambiente, infraestrutura, segurança pública, fertilização agrícola e armazenagem da produção. De acordo com os produtores, para que os avanços históricos conquistados nos últimos três anos em prol do agronegócio acreano tenham continuidade, é necessário superar entraves existentes.

“Iniciamos um grande projeto em 2019 e queremos, até 2024, plantar cinco mil hectares de soja em nossa propriedade. Nosso objetivo é que uma fábrica se instale e produza óleo de soja. Mas para que isso seja possível, precisamos que o governo nos ajude no que for possível para que possamos alcançar nossa meta”, explicou o produtor rural Jorge Moura.

“O agronegócio tem total apoio do nosso governo”, garante Cameli

O novo modelo de desenvolvimento socioeconômico adotado pela administração de Gladson Cameli tem transformado o cenário agrícola no estado. A safra de grãos tem batido recordes e a expectativa é que essa tendência de constante crescimento prossiga nos próximos anos.

Governador Gladson Cameli reforçou que o agronegócio é uma das suas bandeiras prioritárias e que o setor conta com seu total apoio. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Em sua fala, o governador exaltou a determinação dos produtores rurais e lembrou que o Acre possui terras férteis, clima e relevo favoráveis para o plantio de diversas culturas. Mais uma vez, Cameli reforçou seu compromisso com o sucesso do agronegócio.

“Essa é uma das minhas principais bandeiras, porque eu acredito muito no potencial do estado e nesses guerreiros, que são os responsáveis por colocar comida em nossas mesas. O agronegócio tem o total apoio do governo e as reivindicações aqui apresentadas são justas. Cabe a nós encontrar a melhor solução”, argumentou.

Secretário Nenê Junqueira falou sobre os investimentos do Estado para alavancar a produção agrícola. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O governo tem investido na abertura e recuperação de ramais, assegurando que a produção no campo chegue até a cidade. Além disso, projetos para construção de dois novos silos estão prontos. “Um ficará em Epitaciolândia e o outro em Senador Guiomard. Estamos buscando recursos para financiar esses silos”, disse Nenê Junqueira, secretário de Produção e Agronegócio.

Recentemente, o Estado reduziu em até 80% a base de cálculo do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) nas atividades interestaduais com bovinos gordos para abate, com destino aos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima.

Secretário Israel Milani destacou que o governo acreano apoia o agronegócio sustentável. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Produzir com sustentabilidade também é prioridade para o governo acreano. “Temos um potencial muito grande nas áreas já abertas e a pasta ambiental tem atuado de maneira muito responsável em suas ações. Queremos o desenvolvimento do nosso estado, mas não podemos conquistá-lo a qualquer custo”, observou o secretário de Meio Ambiente e das Políticas Indígenas, Israel Milani.

Assuero Veronez, presidente da Faeac, mostrou-se entusiasmado com os encaminhamentos da reunião e destacou a disposição do Estado em ouvir e buscar soluções referentes aos anseios expostos pelos ruralistas.

“A presença do governador e seus secretários demonstra o respeito com o setor rural. Isso facilitou muito e tivemos a oportunidade de esclarecer muitos assuntos, e obtivemos respostas. Daqui para frente, teremos uma situação melhor para quem produz e colabora com o desenvolvimento do Acre”, opinou.

O encontro contou ainda com a participação do secretário da Fazenda, Amarísio Freitas; do secretário de Assuntos Governamentais, Alysson Bestene; do procurador-geral do Estado, Marcos Motta; do deputado estadual José Bestene e de produtores rurais.

Fonte: Agência Acre

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.227 outros assinantes

ÚLTIMAS