27 maio 2022 7:22
27 maio 2022 7:22

Estado entrega respirador para que paciente de 1 ano seja acompanhado em seu lar

Por Redação Ecos da Notícia

Para que o pequeno Francisco Apurinã, natural de Pauini, município do Amazonas, receba alta médica do Hospital da Criança, em Rio Branco, e possa ser tratado e acompanhado em casa, o governo do Acre, por meio do Núcleo de Saúde Indígena e Programa Melhor em Casa, da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), entregou um respirador específico para o caso da criança.

Equipe da Sesacre entregando respirador à família do Francisco Apurinã. Foto: Odair Leal/Secom

Francisco Apurinã possui encefalopatia crônica não evolutiva desde o nascimento e, por não conseguir ser assistido no seu município de origem, a família buscou atendimento em Rio Branco. Desde então, ele encontra-se internado no Hospital da Criança.

“Nós decidimos ficar aqui [Rio Branco] porque é melhor. Tem assistência médica do Estado. É uma emoção muito grande esse momento. Esperávamos muito esse respirador para que voltássemos para casa, porque é melhor, mais privacidade, tem a mãe dele”, relatou o pai de Francisco, Raimundo Francisco Custódio.

Com o novo respirador, entregue nesta segunda-feira, 21, Francisco passará ainda cerca de duas semanas no hospital para que possa se adaptar ao novo equipamento e, assim, ser liberado em segurança para os cuidados em casa.

“Com uma articulação bem feita e parcerias alinhadas conseguimos realizar essa entrega, e o Francisco vai para casa. Todo processo, desde o início vem sendo acompanhado pela Sesacre e vai continuar”, reforçou o técnico do Núcleo de Saúde Indígena, Vanderson Brito.

Com o novo respirador, Francisco passará ainda cerca de duas semanas no hospital para que possa se adaptar ao novo equipamento. Foto: Odair Leal/Secom

Paciente e família ainda terão a continuidade da assistência à saúde pelo Programa Melhor em Casa, que atende pacientes acamados, com sequelas neurológicas e de alta complexidade, que precisam de ventilação mecânica ou traqueostomia.

Os pacientes são assistidos pelo Melhor em Casa até receberem alta, sendo referenciados para o acompanhamento com o município.

“Nós vamos fazer a avaliação do equipamento com a presença do fisioterapeuta. Nosso objetivo é que, o quanto antes, o Francisco seja desospitalizado e possa ser cuidado pelos pais de pertinho e no conforto de casa”, destacou a coordenadora do Melhor em Casa, Jomara Martins.

Fonte: Agência Acre

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.275 outros assinantes

ÚLTIMAS