25 maio 2022 9:26
25 maio 2022 9:26

Cozinheiro é degolado a golpes de facão na zona rural do interior do AC: ‘Muito cruel’, diz mãe

Por Redação Ecos da Notícia

Igor Gustavo Gomes de Mesquita foi assassinado na noite de domingo (27) no Ramal do Espinhara, zona rural do município do Bujari.

O cozinheiro Igor Gustavo Gomes de Mesquita, de 28 anos, foi morto a golpes de facão na madrugada de segunda-feira (28) no KM6 do Ramal do Espinhara km 6, no município do Bujari, interior do Acre.

A informação é que os golpes atingiram a região do pescoço do rapaz, que acabou sendo degolado.

O g1 conversou com a mãe do cozinheiro, Iuzete Dias Gomes, nesta quarta (30). Abalada, ela contou que o filho estava morando no local desde dezembro do ano passado, depois que teve uma recaída com o uso de drogas.

A mãe disse que a dona da propriedade onde o rapaz estava morando relatou que ele estava há tempos sem usar entorpecentes e que na noite de domingo (27) tinha jantado com a família dela e depois foi para casa.

“Não sei dizer muita coisa, porque ainda estou me preparando psicologicamente para ir na delegacia. Fiquei sabendo que prenderam duas pessoas e um menor, e esse menor, como acontece, assumiu tudo e está livrando, certamente, a pele de quem matou meu filho. Porque pelas condições que ele estava, uma pessoa só não ia matar ele. Ele estava muito machucado, foi uma coisa muito cruel”, disse.


Mãe pediu justiça e que polícia consiga responder o que de fato aconteceu com o jovem — Foto: Arquivo pessoal

Ainda segundo a mãe, a informação é que o crime foi motivado porque o filho teria tentado defender uma pessoa que seria morta. Mas, a mulher pede justiça e que a polícia consiga responder o que de fato aconteceu e quem matou seu filho.

“Era uma pessoa muito bondosa e que conquistava as pessoas. Fez amizade com esses rapazes e diz que deram uma arma para ele guardar na casa onde ele estava morando, essa teria sido a versão deles para a polícia. Quando foi no domingo, eles foram buscar essa escopeta para matar uma pessoa, que por sinal era também amigo do Igor, e ele não quis entregar. Eles insistiram querendo a arma, tiveram uma discussão e acabaram matando ele. Mas, essa é uma versão que eu não acredito muito”, relatou.

O crime teria ocorrido dentro da casa onde o rapaz morava.

Dívida de droga

Já o delegado da cidade, Bruno Coelho, informou que a motivação do crime foi uma dívida de droga no valor de R$ 300. Segundo ele, um adolescente de 17 anos foi apreendido pelo assassinato.

“O executor é um adolescente de 17 anos. No domingo, a vítima e o executor passaram o dia bebendo em um bar no Ramal do Espinhara. Por volta das 21h, iniciaram uma discussão, momento em que o executor do crime cobrou o valor devido, a vítima disse que ia em casa buscar o dinheiro, mas não retornou ao bar”, contou o delegado.

Ainda segundo Coelho, por volta de 1h da manhã, o adolescente teria ido até a casa da vítima e lá iniciaram novamente uma discussão e foi quando ele deu os golpes de facão contra Igor.

“Foram vários golpes, tanto no pescoço, como no rosto. Após a execução do crime, ele se escondeu nas proximidades. A Polícia Civil iniciou as diligências no sentido de identificá-lo e encontrá-lo. Assim que o dia clareou, nós já tínhamos informação de onde ele estava, fomos ao local, efetuamos a apreensão. O procedimento foi instaurado, finalizado e encaminhado ao Poder Judiciário para que sejam tomadas as devidas providências”, concluiu.

Fonte: G1ACRE

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.228 outros assinantes

ÚLTIMAS