6 julho 2022 2:49
6 julho 2022 2:49

Putin chama autoridades ucranianas de ‘neonazistas’ e pede para exército ‘tomar o poder’

Governo russo diz que está disposto a negociar o fim da guerra, mas pode destituição do poder da Ucrânia

Por da Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

O presidente russo, Vladimir Putin, disse, nesta sexta-feira (25/2), que está disposto a negociar o fim da guerra com a Ucrânia. Porém,  Putin apelou para o exército ucraniano que “tome o poder” do país e destitua o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky. “Tomem o poder em suas mãos. Acho que vai ser mais fácil negociar entre vocês e eu”, disse.

Em pronunciamento à nação, o líder russo chamou as autoridades ucranianas de “terroristas”, uma ‘gangue de viciados em drogas e neonazistas’. Ele acusou o país do leste europeu de estar usando civis como escudos humanos.

Neste momento, o exército russo já está na capital Kiev. Segundo o porta-voz da Rússia, Dmitri Peskov, Putin aceitou enviar uma delegação para Minsk, em Belarus, para discutir o fim da guerra. A cidade já recebeu anteriormente negociações e acordos de paz entre os dois países. Os russos esperam que a Ucrânia renuncie a entrar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e na União Europeia.

Fonte: Correio Braziliense

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.850 outros assinantes

ÚLTIMAS