6 julho 2022 2:25
6 julho 2022 2:25

Em Tarauacá, nível do rio continua subindo e desabriga família de indígenas no Acre

Família de 15 pessoas indígenas foi levada para a Escola Djalma Cunha Batista, devido à enchente do rio. Manancial marcou 10,15 metros no início da noite desta terça-feira (22).

Por G1 Ac

- Publicidade -

As águas Rio Tarauacá, que leva o mesmo nome da cidade, no interior do Acre, continuam subindo nesta terça-feira (22). Pela manhã, o rio marcou 9,95 metros, 45 centímetros acima da cota de transbordo, 9,50 metros.

Já no início da noite, as águas subiram para 10,15 metros. Com a elevação, uma família de indígenas com 15 pessoas foi levada para um abrigo montado na Escola Djalma Cunha Batista.

O coordenador da Defesa Civil de Tarauacá, sargento Marcelo Monteiro Dias, disse que além do bairro Senador Pompeu, as águas também atingiram os bairros Triângulo, Flores, parte do Centro e Entorno da BR-364. A expectativa é que o manancial estabilize nesta quarta (23).

“O rio está subindo a cada três horas cinco centímetros, o que é muito pouco. Estamos com equipes do Corpo de Bombeiros na sala de situação e os chamados são direcionados para cá, vamos buscar o pessoal e levar para o abrigo. Tem uma família de indígenas, de 15 pessoas, sendo cinco crianças e o restante adultos. Hoje [terça, 22] não choveu e acreditamos que vai dar uma estabilizada. Estamos 24 horas a postos e se precisar retirar mais gente vamos retirar”, destacou.

O Rio Tarauacá atingiu a cota de transbordo, 9,50 metros, na tarde dessa segunda (21).

Rio Tarauacá marca 10,15 metros no início da noite desta terça-feira (22) — Foto: Arquivo/Defesa Civil Municipal

Rio Tarauacá marca 10,15 metros no início da noite desta terça-feira (22) — Foto: Arquivo/Defesa Civil Municipal

Os bairros Seis de Agosto, Base, Habitasa e Ayrton Senna são os primeiros afetados no município.

No Jordão, que teve cerca de 60% da cidade inundada após o rio marcar 8,75 metros, as águas vazaram quase 3 metros nas últimas horas e, nesta segunda, às 6h, marcou 4,72 metros. A cota de alerta é 7 metros e a de transbordo é 7,50 metros.

Já em Sena Madureira, o Rio Iaco está acima da cota de alerta, 11,80 metros, subiu 11 centímetros entre a manhã e à noite desta terça. O manancial está com 14,75 metros e o Corpo de Bombeiros informou que há sinais de vazante no alto do rio.

Seis famílias estão desabrigadas e foram levadas para um ginásio e uma escola da cidade.

Em Cruzeiro do Sul, o Rio Juruá também continua subindo. Pela manhã, o rio marcou 11,99 metros, na medição das 6h, e no início da noite subiu para 12,11 metros. O manancial continua acima da cota de alerta, 11,80 metros. Ao todo, quatro bairros estão atingidos e ao menos 250 famílias estão com água nos quintais, o que dificulta a locomoção dos moradores.

A Defesa Civil do município confirmou que não retirou nenhum morador de casa. Normalmente, essa retirada ocorre quando o rio ultrapassa a cota de transbordo, 13 metros.

Ainda conforme o órgão municipal, a previsão é que o nível do rio continue subindo porque em Porto Walter, também no interior, o manancial subiu 2 metros e essa água deve descer para Cruzeiro do Sul.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.850 outros assinantes

ÚLTIMAS