4 julho 2022 9:09
4 julho 2022 9:09

Após procedimento estético falho, miss não consegue fechar os olhos ou sorrir

Por Da Redação Ecos da Notícia

- Publicidade -

A modelo russa Yulia Tarasevich está passando por um dos momentos mais difíceis de sua vida após sofrer complicações de procedimentos estéticos que deram errado. Campeã do concurso de beleza Miss Russia – Internacional, a famosa conta que não consegue mais fechar os olhos ou sorrir.

Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, Yulia revelou que o rosto começou a inchar e inflamar após realizar cirurgias plásticas em uma clínica em Krasnodar, no sul de Russia. No procedimento, que custou cerca de 20 mil e 400 reais, estavam inclusos facelift, correção de pálpebras – mais conhecida como blefaroplastia – e mini-lipoaspiração.

– Cheguei a eles com um rosto lindo e saudável. Eu só queria corrigir algumas nuances causadas pelo envelhecimento. Mas, infelizmente, perdi minha saúde.

A modelo gastou mais de 136 mil reais em tentativas de corrigir o problema. Contudo, ainda não consegue mover grande parte do rosto.

– Tenho cicatrizes que se formaram nas minhas bochechas quando arrancaram todo o meu tecido. Meus olhos não fecham e não consigo sorrir. Não consigo levantar o lábio superior e uma parte do meu rosto não funciona, contou ela ao Russian Channel 1.

Segundo o veículo britânico, Tarasevich apresentou uma queixa criminal contra os dois médicos envolvidos na primeira cirurgia. Em resposta, os profissionais alegaram que as complicações foram resultado de um raro defeito genético da miss, denominado escleroderma, e não do procedimento em si. Contudo, não há evidências de que a famosa possua a condição.

Em contrapartida, Yulia afirma não possuir anormalidades genéticas e que todos os exames estavam em ordem.

– Fui tranquilamente para a operação, em primeiro lugar, porque todos os meus exames estavam em ordem. Em segundo lugar, porque eu fiz plástica antes disso, fiz rinoplastia, e deu tudo certo para mim, sem nenhuma anormalidade genética.

A modelo também revelou que foi forçada a realizar um procedimento de emergência por outro médico para salvar os olhos da necrose. Agora, ela acusa os profissionais de negligência médica.

– Os cirurgiões me fizeram a único culpada pelo que aconteceu. Os médicos que desfiguraram meu rosto se livraram de toda responsabilidade. Decidi ter meu dia no tribunal.

Anna Pushkina, porta-voz do Comitê Investigativo Russo, afirmou:

– Foi nomeado um exame médico forense para determinar a gravidade do dano à saúde, e outros pacientes que poderiam ter sofrido com os serviços de má qualidade nesta clínica também estão sendo identificados. A investigação do processo criminal está em andamento.

Fonte: Estrelando

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.772 outros assinantes

ÚLTIMAS