14 janeiro 2022 4:49 pm
26.3 C
Rio Branco
14 janeiro 2022 4:49 pm

Menina com síndrome de Down é a primeira criança vacinada contra a Covid em Pernambuco

Portal PE10
-------- Continua depois da Publicidade--------

Maria Antônia Oliveira, de 11 anos, foi a primeira criança pernambucana na faixa etária de 5 a 11 anos vacinada contra a Covid-19 no Estado. Diagnosticada com síndrome de Down, Maria recebeu a primeira dose do imunizante da Pfizer/Comirnaty no início da tarde desta sexta-feira (14/01) em vacinação simbólica realizada pela Prefeitura do Recife e Governo de Pernambuco na Associação Afeto, Zona Norte da capital pernambucana. A primeira remessa dos imuniobiológicos, com 60 mil doses, destinada à faixa etária chegou no Recife no final da manhã de hoje.

Outras cinco crianças com síndrome de Down e uma com autismo assistidas no serviço também receberam a primeira dose da vacina, aplicada pela superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Ana Catarina de Melo, durante o ato simbólico. A pequena Bela Carvalho, de 7 anos, foi outra das crianças vacinadas hoje. Animada, Bela, que tem síndrome de Down, afirmou estar emocionada com o momento. Sentimento compartilhado com a mãe, a empresária Juliana Carvalho, de 36 anos. “Acompanhamos nossos filhos nestes anos de pandemia, sem escola, privados de ver os amigos. Chegar nesse momento é uma realização depois de tudo o que a gente passou”, pontuou.

“Hoje é um dia muito importante na campanha de vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco. Neste primeiro momento, recebemos essas 60 mil doses. Há uma expectativa de que as remessas aumentem nas próximas semanas. Tão logo a gente vacine essas crianças com comorbidades, devemos começar a vacinar por faixa etária, começando pelas crianças de maior idade até as crianças de menor idade”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo, que acompanhou a vacinação das primeiras crianças.

“Se você é pai, mãe ou responsável por uma criança, aja com responsabilidade. Temos que levar todas para se vacinarem. Lembrando que toda criança que se vacinar no Recife ganhará um livro, como um estímulo à leitura. Vacina no braço e livro na mão são os elementos mais poderosos para vencermos a pandemia”, acrescentou o prefeito do Recife, João Campos, durante o ato.

LOGÍSTICA – As 60 mil doses enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) chegaram ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre às 10h50 e seguiram para sede do Programa Estadual de Imunizações (PNI-PE) para conferência e posterior encaminhamento aos municípios. Toda a logística já estava montada para o envio das doses para todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). A distribuição iniciou já nesta sexta (14) e será finalizada neste sábado (15).

As Gerências Regionais de Saúde ficam responsáveis por disponibilizar os imunobiológicos para aos gestores municipais, que possuem autonomia na criação de estratégias para promover o acesso a sua população. Até o momento, a vacina da Pfizer é a única autorizada pela Anvisa para aplicação na faixa etária dos 5 a 11 anos. Das 60 mil doses enviadas a Pernambuco, 5.960 serão destinadas para 100% dos indígenas com esta faixa etária e 53.980 doses serão para 4,28% da população de criançasde 5 a 11 anos, dentro do grupo prioritário.

“No caso da imunização do público infantil, a orientação é que sejam criadas alternativas distintas dos adultos, pois embora o imunizante seja do mesmo fabricante, sua apresentação, dosagem e composição são diferentes do imunizante utilizado para maiores de 12 anos. Além da formulação pediátrica ser diferente dos adultos, o intervalo de duas doses para completar o esquema vacinal será de dois meses. Neste período de preparação, orientamos os gestores municipais e as equipes de imunização a ficarem atentos a essas especificidades para evitar erros de administração”, explica a superintendente estadual de Imunizações, Ana Catarina de Melo.

O envio de novas doses será feito pelo Ministério da Saúde de forma gradativa. A vacina contra a Covid-19 estará disponível para as crianças de cinco a 11 anos nos postos e pontos de vacinação organizados no Sistema Único de Saúde (SUS), desde que acompanhadas pelo pai, pela mãe ou responsáveis. No ato da imunização, será exigida a apresentação de um documento de identificação oficial da criança para fins de registro do imunizante. A estimativa é de que o público entre cinco e 11 anos seja de 1,1 milhão em Pernambuco.

 

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS