26 janeiro 2022 12:20 am
23.3 C
Rio Branco
26 janeiro 2022 12:20 am

Grávida com Covid-19 é submetida a cesariana de emergência em UTI do Hospital no Acre

g1 AC
-------- Continua depois da Publicidade--------

Parto ocorreu na tarde dessa terça-feira, no Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul.


Parto ocorreu na tarde dessa terça-feira (3), na UTI do Hospital do Juruá — Foto: Eliana Farias/Arquivo pessoal

O Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, precisou fazer uma cesariana de emergência dentro de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Covid-19 na tarde dessa terça-feira (4). A mãe de 31 anos, infectada pelo coronavírus, está em estado grave e com ventilação mecânica. O bebê, um menino que nasceu com 34 semanas, está intubado na UTI da maternidade e tem quadro estável.

A mãe chegou ao Hospital do Juruá há alguns dias e com agravamento do quadro foi levada para a UTI. Nas ultrassonografias de controle, ela estava com diminuição do líquido amniótico e o bebê estava iniciando um quadro de sofrimento fetal, segundo informou o pediatra que acompanha o menino, Rondney Brito.

“A mãe já estava internada há alguns dias na UTI Covid e a gente aguardou um tempo porque o bebê é muito prematuro e tivemos que esperar o máximo de tempo possível e tivemos a preocupação de fazer a maturação pulmonar, através de corticoide, para diminuir os riscos de ele nascer cansado ou com alguma complicação”, contou o profissional.
Com 34 semanas de gestação, o que corresponde a quase 7 meses, o menino nasceu pesando 2,160 gramas e medindo 44 centímetros. Ao nascer ele teve uma parada cardíaca, foi realizada reanimação e quadro foi revertido.

Logo após o nascimento, o bebê foi transferido para a UTI da maternidade, onde foi intubado e, apesar de ser um paciente grave, tem quadro estável nesta quarta-feira (5). Como a cesariana foi feita com a mãe em quadro de Covid, o bebê está em isolamento e vai passar por exame de sorologia para apurar se houve transmissão vertical da doença.

“A mãe estava em uso de droga vasoativa, que são medicações para o coração funcionar de forma normal e estava com ventilação mecânica com auto parâmetro ventilatório. Então, é uma paciente muito grave, já com distúrbios de coagulação devido a Covid que é uma síndrome inflamatória sistêmica que ela está tendo. Então, está em um processo inflamatório e a gestação contribui para piorar esse quadro inflamatório. Por isso, a gente decidiu fazer a maturação pulmonar e programar a cesariana no menor tempo possível para diminuir os riscos tanto da mãe quanto da criança, mas teve que ser interrompida por causa da gravidade materna”, explicou.


Grávida com Covid-19 é submetida a cesariana de emergência em UTI do Hospital no Acre — Foto: Eliana Farias/Arquivo pessoal

Parto

Para fazer o parto, a equipe precisou levar todo material da maternidade de Cruzeiro do Sul para a UTI do hospital do Juruá. “Tivemos o apoio da coordenadora de enfermagem Eliana farias, que foi responsável por levar todos os equipamentos. E me ajudou a estabilizar a criança.”

O médico disse que considera a experiência profissional um sucesso e que apesar dos desafios, conseguiram fazer o procedimento.

“É uma coisa que não acontece de forma rotineira. Acho que seja um dos poucos casos de um parto cesariana dentro de uma UTI Covid. Foi um desafio muito grande porque a gente teve que movimentar toda uma equipe da maternidade e levar pra lá. A incerteza de como a criança ia nascer e também de como a mãe vai evoluir nesse por parto, mas graças a Deus, levamos pessoas competentes para dentro da unidade e deu tudo certo. Profissionalmente, foi uma vitória muito grande”, concluiu.

O g1 tentou entrar em contato com alguma familiar da grávida e do bebê, mas não obteve retorno até esta publicação.

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS