4 janeiro 2022 1:59 pm
27.3 C
Rio Branco
4 janeiro 2022 1:59 pm

Ele me batia e abusou da bisneta’, diz viúva de idoso morto no Barreiro, em BH

O tempo
-------- Continua depois da Publicidade--------

Idosa diz que não é possível chorar pela morte do ex-companheiro; câmeras de segurança registraram o momento que três homens encapuzados entraram no apartamento da vítima, no último domingo (2)

Após a morte do companheiro, Ivanda encontrou debaixo da cama do marido a barra de ferro que ele usava para agredi-la.

A morte de Vanderci Marcelino Neto, de 70 anos, poderia ser um grande trauma para Ivanda Alves, de 69. Afinal, na última segunda-feira (3), ao entrar no apartamento onde moravam, no bairro Teixeira Dias, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, ela encontrou o corpo do marido encharcado de sangue, proveniente de diversas facadas, e com um corte profundo no pescoço. Porém, segundo ela, chorar pelo homem com quem viveu por mais de 50 anos não foi sua primeira reação, já que era constantemente espancada por ele, além de tê-lo visto abusar sexualmente da bisneta, de 5 anos.

“Além de me bater, me ameaçar com facas, quebrar e arrombar as portas de casa, ele também xingava e agredia as pessoas na rua. Fiquei sabendo que ele teria brigado nos últimos dias com um homem perigoso da região, mas não sei quem foi, nem o motivo, já que ele quase não conversava comigo, só agredia. Essa morte ainda é um mistério. E do fundo do meu coração, não tem como chorar pela morte dele, pois apanhei a vida toda e minha bisneta era violentada, o que foi a gota d’àgua para mim e me fez dar um basta no relacionamento,” contou a mulher.

Esse basta do qual ela fala se deu pouco antes das festas de fim de ano, quando, após ficar sabendo dos abusos, ela resolveu se mudar para a casa dos filhos. Ao retornar para o apartamento onde moravam para buscar alguns pertences, a dona de casa o encontrou coberto de sangue, proveniente das facadas. Ela mesma foi quem chamou a polícia ao local.

Morte ainda é um mistério

Câmeras de segurança registraram o momento em que três homens encapuzados entraram no apartamento da vítima, no último domingo (2). Ivanda afirma que não conseguiu reconhecer nenhum dos suspeitos.

Segundo a idosa, o homem acumulava inimigos, principalmente depois que ele molestou a bisneta, esfregando a genitália dele na criança. Em outra oportunidade, ele teria colocado o dedo no interior do órgão genital da garotinha. Vanderci, ainda de acordo com Ivanda, era conhecido no bairro por ser agressivo e ameaçar outras pessoas de morte.

Polícia Civil

De acordo com a Polícia Civil, a ocorrência encontra-se em andamento e a investigação em curso para identificar a autoria e a motivação do crime.

“Assim que acionada, a Polícia Civil deslocou equipes ao local dos fatos, onde peritos e investigadores da Delegacia Especializada de Homicídios Barreiro realizam, desde a noite da última segunda-feira (3), os primeiros levantamentos,” pontuou a nota.

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS