16 maio 2022 9:36
16 maio 2022 9:36

Acre está entre os 25 estados do Brasil com aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, diz Fiocruz

Por G1 Ac

Acompanhamento dos casos de SRAG  — Foto: Reprodução/Fiocruz

Acompanhamento dos casos de SRAG — Foto: Reprodução/Fiocruz

O Acre é um dos 25 estados brasileiros que está na lista de aumento no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A informação consta no Boletim Infogripe da Fiocruz, divulgado neste sábado (15). Em todo o Brasil, os casos passaram de 5,6 mil para 13 mil, entre as últimas três semanas de novembro e as três últimas semanas.

O boletim apontou as 25 unidades federativas que apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo até a SE 1 (período de 2 a 8 de janeiro de 2022).

Com exceção de Roraima e do Rio de Janeiro, todos os estados têm sinal de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) na tendência de longo prazo:

Acre; Alagoas; Amazonas; Amapá; Bahia; Ceará; Distrito Federal; Espírito Santo; Goiás; Maranhão; Mato Grosso; Mato Grosso do Sul; Minas Gerais; Pará; Paraíba; Pernambuco; Piauí; Paraná; Rio Grande do Norte; Rio Grande do Sul; Rondônia; Santa Catarina; São Paulo; Sergipe; Tocantins.

Emergência no estado e município

O governador do Acre, Gladson Cameli, declarou situação de emergência por conta da superlotação das unidades estaduais de saúde causada pelo surto de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) da última segunda-feira (10).

Também na segunda (10), o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, decretou situação de emergência na capital devido ao aumento de casos de gripe e também Covid-19, mesmo sem ter dados exatos sobre esse aumento. O decreto foi publicado na terça (11) no DOE.

Estoque de vacinas para gripe zerado

Sem estoque de vacina e em surto de síndrome gripal, o Programa Nacional de Imunização (PNI) no Acre informou que fez o pedido ao Ministério da Saúde para antecipar a Campanha contra a Influenza de 2022. A informação foi confirmada ao g1 pela gerente do núcleo do PNI no estado, Renata Quiles.

Com uma alta demanda de pacientes, as unidades de saúde de Rio Branco estão superlotadas. Em meio a uma epidemia de síndrome gripal e consequente aumento nos atendimentos em unidades hospitalares, a capital acreana está sem vacinas para gripe.

Com a alta demanda, Rio Branco priorizou que os atendimentos na Unidade de Referência de Atenção Primária (Urap) Cláudia Vitorino, no bairro Taquari, fossem exclusivos para casos de síndrome gripal, neste sábado (15) e domingo (16), até às 22h. A unidade será aberta para aumentar a assistência a pessoas com sintomas de gripe na capital durante o fim de semana.

A Urap Maria Barroso, que fica na Baixada da Sobral, já atende casos de síndrome gripal desde o último sábado (9). Lá também é feito teste rápido em pessoas com suspeitas de Covid-19 e liberação de medicamentos.

Unidades de saúde estão lotadas de pessoas em busca de tratamento contra gripe — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Unidades de saúde estão lotadas de pessoas em busca de tratamento contra gripe — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Aumento de casos de Covid

Paralelo aos casos de síndromes gripais, estão os casos de Covid que também aumentaram no Acre. O estado confirmou mais 106 novos casos de Covid-19 neste sábado, de acordo com o boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Desde que a base de dados voltou a funcionar, na terça (11), o Acre teve um boom de casos, totalizando, até este sábado, 1.195 novos infectados.

O estado recebeu o primeiro lote com 7,2 mil doses da vacina da Pfizer destinado na noite dessa sexta (15).

A gerente do PN no Acre informou que a distribuição das doses começou ainda na madrugada deste sábado e que os quatro municípios isolados do estado – Jordão, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Santa Rosa do Purus – vão receber o imunizante na segunda (17) por via aérea.

A capital acreana vai disponibilizar cinco unidades de saúde para imunizar as crianças de 5 a 11 anos. A informação foi confirmada pela chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Rio Branco, Socorro Martins. A vacinação para este público começa em todo o estado na segunda-feira (17).

Emergência e restrição de testes em Rio Branco

A secretária de Saúde de Rio Branco, Sheila Andrade Vieira, deu coletiva na quinta (13) para anunciar novas medidas com relação ao combate e prevenção de Covid. A gestora alertou que a capital está com aumento dos casos e enfrenta a terceira onda da doença, além de um surto de gripe.

A equipe de saúde se reuniu com o promotor Gláucio Ney Shiroma Oshiro para debater novas medidas e foi decidido:

  • Restringir testes de Covid somente para sintomáticos;
  • Convocar cerca de 18 médicos que seguem em greve;
  • Suspender férias, licença-prêmio e folgas de todos os servidores da Saúde;
  • Tornar a Unidade Cláudia Vitorino como o segundo ponto de referência para atendimentos de gripe, das 7h às 22h;
  • Intensificar os atendimentos pelo Telessaúde (O atendimento pode ser feito via telefone, ligando para o (68) 3216-2400, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos finais de semana e feriados, das 8h às 17h, ou por chat nas redes sociais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesses mesmos horários.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 146.191 outros assinantes

ÚLTIMAS