21 janeiro 2022 7:41 am
23.3 C
Rio Branco
21 janeiro 2022 7:41 am

Médicos iniciam retirada da sedação de deputado do Acre intubado após cirurgia bariátrica

G1ACRE
-------- Continua depois da Publicidade--------

Pai do deputado Whendy Lima (PSL), vereador N. Lima, disse que filho começa a sair da sedação no Hospital Santa Juliana, em Rio Branco. Deputado passou por bariátrica no dia 20 de novembro.

Whendy Lima (PSL) começa a sair da sedação no Hospital Santa Juliana.

Os médicos iniciaram a retirada da sedação do deputado estadual Whendy Lima (PSL), de 39 anos. Ele segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Juliana, em Rio Branco, após passar por uma nova cirurgia e ter o quadro agravado por causa de uma infecção no pulmão.

O parlamentar foi submetido a uma cirurgia bariátrica no dia 20 de novembro e, após o procedimento, sofreu um tromboembolismo pulmonar. O procedimento foi feito em hospital particular da capital acreana.

No dia 24 de novembro, ele transferido para a Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, onde passou por uma segunda cirurgia para conter uma hemorragia. Já no dia 26, o deputado passou por uma nova transferência, dessa vez para o Hospital Santa Juliana. É que o quadro dele se agravou por causa de uma infecção no pulmão.

Ao g1 nesta segunda-feira (6), o vereador e pai do deputado, N. Lima, disse que o filho ainda respira com a ajuda de oxigênio, mas os médicos começaram a reduzir a sedação para que ele acorde. O vereador garantiu que o filho está reagindo bem.

“Ele está começando a acordar, é devagar. Ainda está intubado, mas a saturação está ótima, o batimento cardíaco também e a febre baixou. Agora é questão de tempo, vê se vão extubar porque está chegando o momento difícil, não pode ficar muito tempo intubado”, confirmou.

-------- Continua depois da Publicidade--------

Procon fiscaliza farmácias e laboratórios para avaliar preços dos testes de covid-19

A operação faz parte dos esforços o Sistema Estadual de Defesa do Consumidor no enfrentamento da covid-19, tendo a Seccional da OAB solicitado, por meio da Comissão de Defesa do Consumidor, a ação do instituto para advertir aos laboratórios particulares quanto à disparidade de preços cobrados nos testes, alguns com valores exorbitantes.
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS