30 dezembro 2021 11:03 am
28.3 C
Rio Branco
30 dezembro 2021 11:03 am

Mãe é presa por abandono após incêndio matar criança cadeirante sozinha

Acidente ocorreu na cidade de Iguatu, na Região Centro-Sul. Bombeiros acreditam que incêndio iniciou em ventilador no quarto da vítima

da Redação Ecos da Notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (30) a mãe de 27 anos que deixou a filha cadeirante Mayza Abrante Lopes, de 7 anos, sozinha em casa quando morreu em um incêndio, no município de Iguatu, a 365 km de Fortaleza.

De acordo com a Polícia Civil, a mãe não estava em casa e foi presa pelo crime de abandono de incapaz qualificado. Segundo a Polícia Civil, o pai da criança, que viajava quando houve o incêndio, será notificado e ouvido sobre o caso.

A criança estava no quarto e dormia quando foi atingida pelas chamas.

“Após alguns momentos, a mãe chegou e ficou totalmente em estado de choque, tendo sido encaminhada ao Hospital Regional de Iguatu para ser medicada”, registrou o Corpo de Bombeiros.

Após atendimento médico, a mãe da criança foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil de Iguatu para esclarecer o caso.

Antes da chegada da guarnição dos bombeiros, vizinhos já haviam derrubado um dos portões da residência e a porta de entrada, na tentativa de resgatar a criança que gritava no pavimento superior. No entanto, por conta do calor e das fortes chamas, os moradores não conseguiram entrar no quarto, segundo os bombeiros.

Combate ao incêndio

 

Incêndio em residência mata criança que estava sozinha — Foto: Valdevan Rodrigues/Iguatu.net

Incêndio em residência mata criança que estava sozinha — Foto: Valdevan Rodrigues/Iguatu.net

A equipe de Bombeiros Militares de Iguatu foi acionada para o incêndio por volta da 0h30min. O Corpo de Bombeiros afirmou que as chamas iniciaram no pavimento superior, num dos quartos.

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, após a extinção das chamas, os militares iniciaram as buscas e encontraram, carbonizado, o corpo da criança. Após o rescaldo e retirada do corpo, a guarnição retornou para o quartel, às 2h31.

A perícia sobre a provável causa do incêndio será feita pela Polícia Civil. Os bombeiros acreditam que as chamas começaram no ventilador no quarto da vítima.

Fonte: G1

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS