19 novembro 2021 8:30 pm
23.3 C
Rio Branco
19 novembro 2021 8:30 pm

Valor da cesta básica em Rio Branco chega a R$ 542, aponta pesquisa da Fecomércio

G1 Ac
-------- Continua depois da Publicidade--------

O preço da cesta básica em Rio Branco aumentou mais de 8% entre julho e novembro desse ano. Isso é o que aponta uma pesquisa do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac-AC. Com a subida nos preços, a cesta básica passou a ser comprada a R$ 542 na capital acreana.

A pesquisa da Fecomércio levou em consideração o valor cobrado pela cesta em cinco supermercados de Rio Branco. O levantamento também considerou os preços médios de 15 alimentos e o gasto mensal em alimentação de uma família de três adultos ou dois adultos e duas crianças.

Conforme os dados, em julho a cesta básica saia por R$ 499, em agosto a R$ 501, setembro R$ 518, em outubro R$ 516 e novembro R$ 542. Se comparado com a inflação entre julho e outubro, o aumento no custo da cesta básica de alimentos chegou a 4,24%.

Carne é um dos alimentos que mais demandam gastos na cesta básica — Foto: Reprodução

Carne é um dos alimentos que mais demandam gastos na cesta básica — Foto: Reprodução

Um dos produtos essenciais na mesa do consumidor, o preço médio da carne, em relação ao salário mínimo, ficou com um percentual de 40,68% no mês de julho, em outubro 41,08% e apresentou redução em novembro, ficando com 37,64%.

A pesquisa destacou também que em julho, o rio-branquense gastou 45,36% do salário mínimo cobrando cesta básica. Já em novembro, quando o preço chegou a R$ 542, o gasto foi de 49,27%. O levantamento aponta que o consumidor gasta mais da metade do salário mínimo com a alimentação.

-------- Continua depois da Publicidade--------

Covid-19: proteção da CoronaVac pode ser menor em pessoas com HIV

Estudo mostra importância de vacinação e dose de reforço nesse grupo

18 estados registram queda na taxa de letalidade por Covid-19

Dados registrados na primeira quinzena de novembro foram comparados com mesmo período em outubro

Petrobras diz que não atenderá novamente demanda de distribuidoras em dezembro

Estatal justifica condição por um cenário de demanda atípica vista também em novembro

ÚLTIMAS NOTÍCIAS