19 novembro 2021 8:22 pm
23.3 C
Rio Branco
19 novembro 2021 8:22 pm

Nova gerência libera entrada de acompanhantes em atendimentos na maternidade

Dry Alves, da Redação Ecos da Notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

Com o surto da Covid-19, várias medidas foram adotadas para evitar a contaminação e proliferação do vírus, na Maternidade Bárbara Heliodora, por exemplo, foi restrita a entrada de acompanhantes nos atendimentos ambulatoriais e visitas nos leitos.

Com a retomada das atividades, pacientes da unidade questionavam por não poderem ter acompanhantes em consultas ambulatoriais. Uma gestante, que prefere não se identificar, questionou o fato da liberação de festas.

“É liberado festas, mas nós entramos desacompanhadas nos atendimentos por causa do vírus. A gente entra sozinha e nossos maridos ficam lá fora e não são informados de nada. Não podem nos acompanhar em consultas e nem na hora do parto, se não fosse comunicação pelo celular ficávamos a Deus dará, isso pra quem tem telefone e quem não tem?”, questiona.

O auxiliar de serviços gerais Antônio Silva, 32 anos, disse que a esposa entrou para uma cesárea de emergência e ele ficou lá fora aguardando ser avisado e quem o avisou foi a própria esposa depois que já estava no quarto.

“Pediram pra eu aguardar aqui fora que eles iam chamar quando terminassem o procedimento, até que meu celular tocou e era ela [a esposa] ligando para avisar que estava no quarto, sendo que nem falar, após a cirurgia, é recomendado”, disse Silva.

Nossa equipe entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), que nos informou que, recentemente, a maternidade passou por uma mudança de gestão e novas medidas foram tomadas e, visando humanizar o atendimento, capacitações serão realizadas.

Foto: Odair Leal/Secom

A nova gerente geral do Sistema de Assistência à Saúde da Mulher e da Criança é Laura Pontes. A nova gestora informou que foi liberado a entrada de acompanhantes para as pacientes que buscam consultas ambulatoriais.

Além disso, estão reorganizando os fluxos de atendimento para a liberação de acompanhantes também no horário de visita e dos pais do método canguru.

“Nossa gestão visa separação zero. A ideia realmente é aproximar e trazer um atendimento humanizado”, destacou Laura Pontes.

-------- Continua depois da Publicidade--------

Petrobras diz que não atenderá novamente demanda de distribuidoras em dezembro

Estatal justifica condição por um cenário de demanda atípica vista também em novembro

Haitiano que ficou paraplégico ao ser obrigado a se jogar de ponte no AC aparece dando passos em vídeo

Jacquenue Bosquet, de 36 anos, foi levado a um abrigo de Rio Branco, mas tem apresentado problemas psicológicos e agora se recusa a continuar tratamento.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS