30 novembro 2021 1:30 pm
23.3 C
Rio Branco
30 novembro 2021 1:30 pm

Na véspera do Dia de Finados, ambulantes apostam na venda de flores para garantir renda extra na capital

G1 Ac
-------- Continua depois da Publicidade--------

Velas, flores, coroas, água e refrigerante. Estes são alguns dos itens que os ambulantes vendem nos cemitérios de Rio Branco, desde esta segunda (1º), véspera do Dia de Finados, e eles aproveitam para fazer um extra, enquanto os familiares visitam os túmulos de seus entes queridos.

Aline Menezes afirma que dá para fazer um bom extra e que as vendas foram tão boas nesta segunda, que ela precisou repor o estoque de velas.

“Só não vim ano passado devido a pandemia. Estou vendendo velas, água mineral e refrigerante, mas as velas já acabaram e meu marido foi buscar mais. Amanhã venho mais cedo também”, disse.

Já o Reginaldo Roberto estava vendendo coroas que custam entre R$ 10 a R$ 25, que confecciona junto com a esposa. Em cima da moto, ele faz a exposição dos produtos e espera um bom faturamento.

“Desde o ano passado a gente trabalhou e este ano de novo para complementar a renda. A crise está feia e estamos precisando honrar as contas que, por causa dessa pandemia, atrasou tudo. Então, tem que ter outra coisa para poder honrar”, explicou.

Tainá Sousa, também aproveitou para fazer um extra . “Quando a pandemia chegou as coisas ficaram muito difíceis e, nesse período, a gente aproveita o meio de tirar um dinheiro a mais.”

Expectativa

A expectativa, segundo a Secretaria Municipal de Zeladoria, é que cerca de 80 mil pessoas passem pelos quatro cemitérios públicos da cidade na data em que vão estar abertos das 7h às 17h.

Jean Almeida, diretor da zeladoria, disse que as equipes vão atuar para garantir o fluxo nos cemitérios e pede que as pessoas usem máscaras e sigam os protocolos de prevenção à Covid-19.

“O Vírus não acabou ele continua circulando. Nós não vamos permitir pessoas sem máscaras. Nas entradas vai ter uma barreira sanitária , onde as pessoas vão estar com álcool”, explicou.

Diferente do ano passado, a tradicional missa está marcada para começar às 8h no Cemitério São João Batista. Em 2020, com os altos índices de contaminação e óbitos pela Covid-19, a missa chegou a ser cancelada e a recomendação da gestão era de que as pessoas antecipassem a visita aos entes queridos sepultados nos locais e não deixassem para ir somente no dia 2 de novembro.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS