19 novembro 2021 8:27 pm
23.3 C
Rio Branco
19 novembro 2021 8:27 pm

Movimento quer adicionar palavra ‘amor’ na bandeira do Brasil em combate ao ódio

Nesta sexta (19), Dia da Bandeira, ativistas farão ato em defesa da inclusão da palavra

IG
-------- Continua depois da Publicidade--------

Um grupo de brasileiros quer apresentar uma proposta para adicionar a palavra amor à bandeira nacional. Chamado “Movimento Amor na Bandeira” sugere substituir “Ordem e progresso” por “Amor, Ordem e Progresso”. Embora o movimento seja recém-criado, a justificativa não é tão nova.

Membros do movimento usam o pensamento do filósofo francês Augusto Comte (1798-1857), que em 1889 serviu de insipiração para as palavras que até hoje estão na bandeira. O lema positivista de Comnte dizia “o amor por princípio, a ordem por base e o progresso por fim”.

“Por que na criação da bandeira, a palavra Amor foi desconsiderada, restando apenas Ordem e Progresso? Não se sabe exatamente o motivo, mas a negação do Amor como princípio nos parece muito simbólica de uma grave lacuna na formação de nossos valores”, afirma o movimento em abaixo-assinado virtual.

Os ativistas farão encontro virtual nesta sexta (19) para discutir a ideia e tentar conquistar o público antes de levar uma proposta ao Congresso.

Em 2003, o então deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) propôs, sem sucesso, adoção do lema “Amor, ordem e progresso”. Eduardo Suplicy (PT-SP) quando senador também demonstrou apoio à medida, também sem êxito.

-------- Continua depois da Publicidade--------

18 estados registram queda na taxa de letalidade por Covid-19

Dados registrados na primeira quinzena de novembro foram comparados com mesmo período em outubro

Petrobras diz que não atenderá novamente demanda de distribuidoras em dezembro

Estatal justifica condição por um cenário de demanda atípica vista também em novembro

Haitiano que ficou paraplégico ao ser obrigado a se jogar de ponte no AC aparece dando passos em vídeo

Jacquenue Bosquet, de 36 anos, foi levado a um abrigo de Rio Branco, mas tem apresentado problemas psicológicos e agora se recusa a continuar tratamento.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS