2 dezembro 2021 1:47 am
23.3 C
Rio Branco
2 dezembro 2021 1:47 am

Menina que nasceu com “máscara do Batman” já passou por 5 cirurgias

Luna Fenner, de 2 anos e 7 meses, nasceu com uma condição rara chamada Nevos Melanocítico Congênito e está finalizando tratamento na Rússia

Metrópoles
-------- Continua depois da Publicidade--------

Dois anos depois de ter iniciado tratamento na Rússia, a pequena Luna Fenner, de 2 anos e 7 meses, comemora estar virando, em suas próprias palavras, “uma princesa”.

A criança ficou mundialmente conhecida em 2019 como a bebê que tinha “uma máscara do Batman” no rosto, após a mãe dela, a brasiliense Carolina Fenner, iniciar uma campanha de arrecadação para conseguir financiar a remoção do sinal.

Luna nasceu nos Estados Unidos com uma condição rara chamada Nevos Melanocítico Congênito e, quando suas imagens correram o mundo, médicos da Rússia buscaram a família, afirmando que poderiam retirar o sinal, garantindo assim a saúde e a qualidade de vida da criança.

De lá para cá, a menina já passou por sete cirurgias na cidade de Krasnodar. A primeira aconteceu em outubro de 2019, quando ela tinha apenas sete meses de vida. No primeiro procedimento, três tumores malignos foram retirado da pele da criança.

A última operação está marcada para março de 2022 e vai corrigir pequenas manchinhas que ainda ficaram na face e no bumbum de Luna.

Recuperação tranquila

“Minha filha sai da sala de cirurgia e, duas horas depois, já está dançando. Ela não reclama de dor e nem de nada. A recuperação tem sido muito boa”, conta Carolina. O responsável pelo tratamento é o médico russo Pavel Popov.

reprodução Instagram

Segundo Carolina, entre as coisas mais emocionantes vividas durante o período estão os relatos de Luna sobre as mudanças que percebe em sua aparência. “Ela fala o tempo todo: ‘Mamãe, o médico tirou o pretinho do meu rosto, agora eu estou igual a uma princesa’”, conta.

No entanto, ainda existe um longo caminho a ser percorrido. Após o fim do tratamento de remoção do Nevos, Carolina e a filha retornarão para o Brasil em busca de cirurgias plásticas estéticas pra melhorar o aspecto da pele da Luna.

“O rosto dela já não está mais com a mancha, mas a pele está com aparência de queimada. Então, ela ainda vai precisar de novas cirurgias”, explicou Carolina, em entrevista ao Metrópoles.

História de superação

O tratamento da criança custou 120 mil dólares, o equivalente a cerca de 655 mil reais. Metade do valor foi arrecadado por meio de vaquinhas em redes sociais, já a outra metade foi doação de um empresário russo. Contudo, a família ainda depende de contribuições para custear a moradia na Rússia e os medicamentos.

Carolina Fenner está escrevendo um livro sobre a história da filha e conta que, ainda hoje, vive situações constrangedoras quando sai com a criança para lugares com muitas pessoas. “Ela é uma criança normal como qualquer outra. A gente quer ensiná-la a ser uma garota que saiba se posicionar”, afirma.

Caso raro

Luna nasceu em 2019 nos Estados Unidos. A mãe, Carolina Fenner, teve uma gestação tranquila e foi apenas durante o nascimento que a condição foi descoberta. O problema acomete uma criança a cada 20 mil.

À procura de tratamento para Luna, a brasiliense esteve em Chicago, onde um especialista prometeu retirar a mancha ao longo de 12 anos, e em Nova York, quando o médico consultado sugeriu um tratamento de quatro anos. Por fim, após ler a história na imprensa, a equipe de Pavel Popov, que é um cirurgião bastante conhecido na Rússia, buscou Carolina.

Contribuições

Atualmente, a página no Instagram da família tem mais de 290 mil seguidores. Os pais de Luna usam as redes sociais e um site para divulgar a causa Doe esperança para Luna. Por meio das plataformas é possível adquirir bonecas com o rostinho da criança e ajudar a família custear o que ainda falta dos procedimentos necessários.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS