19 novembro 2021 8:20 pm
23.3 C
Rio Branco
19 novembro 2021 8:20 pm

Jovem achada em casa com sinais de agressões e estupro no AC está internada em estado grave na UTI

Caso ocorreu no último dia 18 de outubro em Brasileia e vítima foi transferida para hospital de Rio Branco. Ela passou por cirurgia na cabeça e segue internada na Fundação Hospitalar.

G1 Acre
-------- Continua depois da Publicidade--------

A jovem Cinthia Campos Cavalcante, de 24 anos, que foi encontrada em estado grave com sinais de estrangulamento e lesões em Brasileia, no interior do Acre, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Fundação Hospitalar (Fundhacre), em Rio Branco. A informação foi confirmada ao g1 pela irmã dela que preferiu não ser identificada.

A vítima foi encontrada dentro de casa ferida no último dia 18 de outubro por uma amiga que mora com ela. Há relatos de que os lençóis estavam encharcados de urina e ela apenas com a parte de cima da roupa. Foi a amiga quem pediu socorro.

Conforme a irmã da vítima, ela foi transferida para Rio Branco dois dias após as agressões, onde chegou a passar por uma cirurgia na cabeça. Depois, foi transferida para a Fundação.

“Os médicos disseram que ela está muito grave, que todas as vezes que eles tiram a intubação e o sedativo, ela não reage, piora e precisa ser sedada novamente. Já teve duas vezes parada cardíaca, ela não se mexe, está inconsciente mesmo. Ninguém sabe o que aconteceu com ela e os policiais dizem que não têm novidade”, disse a irmã.

Investigação

A delegada Carla Ívane, que investiga o caso, disse que foram ouvidos vizinhos e amigos da vítima e que existem já alguns suspeitos do crime. Segundo ela, a polícia aguarda resultado de exames para constatar se houve violência sexual.

“Para a polícia, o crime foi praticado por pessoas que frequentavam a casa da vítima e que ela tinha uma relação de, pelo menos, amizade. Não temos como precisar ainda se foi uma ou mais pessoas que cometeram o crime. Acreditamos que a pessoa poderia estar em alguma situação com a vítima e cometeu esse ato tão vil contra ela. Ouvimos vizinhos e amigos e tivemos dificuldades com alguns amigos que omitiram informações por medo e depois acabaram explicando melhor a informação”, afirmou a delegada.

Ainda conforme a polícia, a vítima tem duas passagens por tráfico de entorpecentes e atualmente respondia ao crime em liberdade.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS