6 dezembro 2021 12:57 am
23.3 C
Rio Branco
6 dezembro 2021 12:57 am

Homem é preso suspeito de colocar fogo na casa da mãe em Cruzeiro do Sul; incêndio destruiu móveis e objetos

Corpo de Bombeiros informou que suspeito estaria sob efeito de drogas quando ateou fogo na casa da mãe, no bairro da Várzea, nesse sábado (13). Polícia Militar esteve no local e prendeu o rapaz em flagrante

da Redação Ecos da Notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

Um incêndio destruiu móveis e parte de uma casa de madeira no bairro da Várzea, em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, na manhã desse sábado (13). Segundo o Corpo de Bombeiros do município, o fogo foi provocado pelo filho da dona da residência. Ele foi preso em flagrante da Polícia Militar.

Ainda segundo os bombeiros, o homem estaria sob efeito de drogas quando provocou o incêndio. Familiares denunciaram o rapaz para as equipes e ele foi preso no local.

O Corpo de Bombeiros informou também que a casa tem partes de madeira e outras de alvenaria. Cerca de 50% do imóvel foi consumido pelo fogo. Os bombeiros usaram cerca de 3 mil litros de água para combater o incêndio.

Fogo destruiu cerca de 50% da casa, além de móveis e objetos — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros do Acre
Fogo destruiu cerca de 50% da casa, além de móveis e objetos — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros do Acre

O comando do batalhão dos bombeiros da cidade destacou que ninguém ficou ferido. Contudo, vários móveis e objetos pessoais dos moradores foram consumidos pelas chamas.

Os bombeiros detalharam também que o fogo teria iniciado nos quartos da casa. Três dos quartos ficaram com as paredes, teto e a cobertura.

Após mais de uma hora de combate, os bombeiros conseguiram extinguir as chamas e liberar o imóvel com segurança.

Fonte: G1 Acre

-------- Continua depois da Publicidade--------

Julgamento de acusados no caso da Boate Kiss entra hoje no quinto dia

Depoimentos são de vítima e de testemunha de defesa de um dos réus

DPU recomenda que prefeito de Rio Branco pare de fazer discurso de ódio sobre musical com Papai Noel gay

Tião Bocalom se manifestou contra a iniciativa que foi aprovada pela FGB no último dia 26. Defensoria deu prazo de 10 dias para prefeito responder se vai ou não acatar recomendação.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS