2 dezembro 2021 1:38 am
23.3 C
Rio Branco
2 dezembro 2021 1:38 am

Em Rio Branco: Empresa é roubada dois finais de semana seguidos e tem prejuízo de R$ 300 mil

Empresa foi roubada dois finais de semana seguidos. No último, pelo menos cinco pessoas armadas entraram na obra, no Portal da Amazônia, amarraram o vigia e levaram diversos itens

da Redação Ecos da Notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

Cinco homens armados roubaram fios, notebooks, ferramentas e equipamentos da obra de uma construtora no Portal da Amazônia, em Rio Branco, na madrugada desse domingo (31). Prejuízo da empresa é de cerca de R$ 300 mil, além do risco de atrasar a entrega da obra.

O diretor da empresa, a Elite Engenharia, Marco Aurélio, disse que foram dois roubos que ocorreram durante dois finais de semana seguidos e, neste último, o grupo estava armado e amarrou o vigia deixando-o dentro do almoxarifado.

Aurélio disse que o primeiro roubo ocorreu ainda no final de setembro, quando foram levados cerca de R$ 50 mil em materiais furtados, uma semana depois, o grupo retornou e levou mais cerca de R$ 250 mil, segundo explicou o diretor.

“Lá na obra a gente tem ferramentas que o pessoal utiliza para os trabalhos. No domingo [24] eles entraram no fosso do elevador e arrancaram alguns cabos que já estavam passados, foram para o almoxarifado e levaram dois notebooks, e algumas ferramentas como marteletes e makitas”, descreveu.

Roubo ocorreu em obra no Portal da Amazônia — Foto: Arquivo pessoal
Roubo ocorreu em obra no Portal da Amazônia — Foto: Arquivo pessoal

No primeiro dia, o diretor informou que o vigia percebeu a movimentação e ao se aproximar, o grupo fugiu, a polícia foi acionada, mas ninguém foi localizado. Neste final de semana, os criminosos voltaram e renderam o vigia e levaram os mesmos tipos de materiais.

“A gente estava em cotação para colocar um sistema de câmera mais robusto, porque a gente tem câmera e alarme, mas não foi suficiente, e não acreditávamos que eles teriam a audácia de voltar tão breve assim, porém eles voltaram com cinco pessoas armadas, renderam o vigia que estava fazendo a ronda e colocaram uma arma apontada para a cabeça dele”, contou.

Foram levadas bobinas inteiras de cabos e também o sistema de câmaras. A direção suspeita que alguém de dentro passou as informações.

“O problema não é só com os materiais que vou ter que pedir tudo de novo. Construção como está muito aquecida, a gente não tem previsão de quando chega esse material e pode atrasar o cronograma da obra. E atrasando o cronograma da obra é mais tempo, mais prejuízo para a empresa”, lamentou.

Fonte: G1 Acre

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS