6 dezembro 2021 3:18 am
23.3 C
Rio Branco
6 dezembro 2021 3:18 am

Em Acrelândia Avó de criação é presa suspeita de facilitar que ex-pastor estuprasse neta de 12 anos

Estupros teriam ocorrido, de acordo com a polícia, por pelo menos um ano, na cidade de Acrelândia. Prisões aconteceram na sexta-feira (29). Além do ex-religioso, que tinha um relacionamento com a avó, também foi preso o cunhado da mulher.

Por: Acrelândia News
-------- Continua depois da Publicidade--------

Um ex-pastor e mais duas pessoas foram presas, na última sexta-feira (29), em Acrelândia, pelo estupro de uma menina de 12 anos.

Os estupros ocorriam, de acordo com a polícia, há pelo menos um ano, desde agosto do ano passado.

Conforme explicou o delegado Dione Lucas, que investiga o caso, a menina foi estuprada pelo ex-pastor e pelo cunhado da avó de criação que também foi presa suspeita de facilitar o crime.

“Uma criança de 12 anos abandonada pela mãe e criada pelo avô e pela esposa dele. Depois o avô separou da mulher e como a menina era criada desde pequena pela investigada, preferiu ficar com ela porque já tinha mais afinidade. A ‘vodrasta’ tinha um relacionamento com um pastor da cidade, que na época do caso era pastor e acabou molestando”, disse o delegado.

A suspeita é que a avó de criação tenha facilitado o estupro por parte do ex-pastor. Depois disso, o delegado contou que a menina disse para o cunhado da mãe adotiva que, ao invés de ajudar, acabou usando a informação para chantageá-la e também a estuprou.

“Recentemente, ela foi morar com a mãe biológica e o homem que tinha usado de chantagem para estuprar a menina tentou contato e a mãe acabou descobrindo que ela tinha sido estuprada tanto pelo ex-pastor como pelo jovem”, acrescentou.

Depois disso, foi feita a denúncia e os três foram presos temporariamente. Os dois homens pela suspeita do estupro e a avó de criação por suspeita de facilitar o crime. A menina passou por exame que comprovou os abusos.

O delegado disse ainda que o ex-pastor negou que tenha abusado da menina. Já o outro teria confessado apenas parcialmente. “Eles perverteram a menina e acredito que violentaram a menina várias vezes. Já foram ouvidos e só foi confirmado parcialmente, o pastor negou”, concluiu.

Na mesma ocasião   A Polícia Civil em Acrelândia, após detida investigação, identificou um grupo formado por dois maiores e um menor, o qual era responsável por vários roubos e furtos de veículos na circunscrição de Acrelândia. Segundo a polícia, um dos integrantes fora morto, provavelmente por membros da facção, em Vista Alegre do Abunã.

Os outros dois foram presos pelas forças polícias em Acrelândia no último fim de semana, sendo uma prisão e a apreensão do menor.

-------- Continua depois da Publicidade--------

Julgamento de acusados no caso da Boate Kiss entra hoje no quinto dia

Depoimentos são de vítima e de testemunha de defesa de um dos réus

DPU recomenda que prefeito de Rio Branco pare de fazer discurso de ódio sobre musical com Papai Noel gay

Tião Bocalom se manifestou contra a iniciativa que foi aprovada pela FGB no último dia 26. Defensoria deu prazo de 10 dias para prefeito responder se vai ou não acatar recomendação.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS