2 dezembro 2021 5:29 pm
30.3 C
Rio Branco
2 dezembro 2021 5:29 pm

Desembargadora nega liminar para Maison Borges e show de MC Poze é cancelado

Redação ecos da notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

A desembargadora Denise Bonfim, do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), indeferiu na tarde desta segunda-feira, 15, a liminar pretendida pela casa de eventos Maison Borges, para que tivesse autorização para realizar o show do MC Poze do Rodo, que estava marcado para iniciar às 22 horas de hoje, em Rio Branco.

A decisão da magistrada cancela de fato o evento que teve as licenças cassadas pela secretaria de segurança pública do estado do Acre (Sejusp) horas antes do show, ao temer risco de violência generalizada, haja vista as situações observadas nos últimos shows do artista em outros estados brasileiros.

A defesa do evento afirmou em documento protocolado na manhã desta segunda que o show havia sido autorizado e já havia contratado aparato considerável para garantir a ordem, com 35 seguranças e 10 policiais militares à paisana de maneira particular.

Para a Maison Borges, o ato de a Sejusp caçar as licenças de realização do show do funkeiro acarretará em prejuízo de mais de R$ 250 mil e é desproporcional, principalmente porque uma das motivações seria uma confusão ocorrida em Santa Catarina no dia da apresentação de Poze, mas, que, segundo o advogado, teria acontecido por motivos particulares, sem relação com o show.

Entenda

A secretaria de estado de Justiça e Segurança (Sejusp) do Acre cassou as licenças que permitiam a realização do show do MC Poze do Rodo na Maison Borges poucas horas antes do evento. Segundo a portaria emitida pelo estado, o propósito é garantir os mandamentos constitucionais de preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, preservando direitos e garantias fundamentais dos cidadãos.

MC Poze já teve outros shows cancelados em vários estados brasileiros por ameaças de organizações criminosas. A Sejusp considerou “as notícias veiculadas nas mídias e informações levantadas pelos órgãos de inteligência vinculados ao Sistema Estadual de Segurança Pública e a outras agências congêneres de todo o país, dando conta de graves ameaças contra a vida e a integridade física de pessoas, perpetradas por organizações criminosas, em outros Estados da Federação, a exemplo do Amazonas, Bahia e Espírito Santo”.

A segurança também considerou os registros de violência generalizada em show realizado pelo MC Poze, na cidade de Joinville-SC, na última sexta-feira, 12 de novembro, que resultou em diversos registros de brigas generalizadas, tentativa de homicídio e pessoas feridas, inclusive, uma esfaqueada.

VEJA A DECISÃO:

decisao-liminar-em-MS

 

Fonte: Ac24horas

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS