8 dezembro 2021 2:07 am
24.3 C
Rio Branco
8 dezembro 2021 2:07 am

Deputada de MG é ameaçada após criticar ação policial: ‘Seu fim será como o de Marielle’

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, Andréia de Jesus (PSOL) defende investigação de operação que terminou com 26 mortos em Varginha

da redação ecos da notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

A deputada estadual Andréia de Jesus (PSOL), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), relatou ter sido ameaças cujo teor faz referência ao assassinato da vereadora Marielle Franco, executada a tiros, no Rio, em março de 2018.

Andréia vem defendendo a abertura de uma investigação da ação policial que terminou com 26 mortos em Varginha, no sul daquele estado.

A deputada postou a mensagem que recebeu no celular em suas redes sociais.

“Vamo lhe matar. Seu fim será como o de Marielle Franco”, em referência à paralamentar fluminense, também do PSOL.

Segundo o portal G1, a Polícia Legislativa da ALMG acionou a Polícia Civil. A deputada, por sua vez, registrou um boletim de ocorrência. Nesta quinta-feira (4), ela irá até a delegacia de crimes virtuais para encaminhar as mensagens.

No domingo (31), dia da ação policial em Varginha, a parlamentar disse que a comissão iria emitir ofícios para órgãos como a PM e a PRF para entender melhor como o caso aconteceu.

“Como é de praxe em situações similares, a comissão acolheu a denúncia e eu tornei público o ocorrido. Em seguida, todas as minhas redes sociais foram invadidas por extremistas distorcendo a minha fala, com comentários de ódio e desrespeito. E, por fim, ameaças contra a minha vida”, disse ela.

 

Fonte: Metro 1

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS