29 novembro 2021 6:08 pm
31.8 C
Rio Branco
29 novembro 2021 6:08 pm

Denunciado pela morte de sócio do Rio Branco Football Club é absolvido do crime de latrocínio por falta de provas

G1AC
-------- Continua depois da Publicidade--------

Decisão é da juíza Maha Kouzi e Manasfi da Vara de Delitos de Roubo e Extorsão. Antônio Francisco do Nascimento foi achado morto dentro de casa depois que a PM-AC localizou a caminhonete dele abandonada em novembro do ano passado.

Jamerson foi absolvido do crime de latrocínio contra o idoso por falta de provas — Foto: Arquivo pessoal

O acusado Jamerson do Nascimento Paula, denunciado pela morte do sócio do Rio Branco Football Club, Antônio Francisco do Nascimento, de 69 anos, mais conhecido como Cartolinha, após um assalto, foi absolvido do crime de latrocínio. A decisão da juíza Maha Kouzi e Manasfi da Vara de Delitos de Roubo e Extorsão.

O idoso foi achado morto dentro de casa no Ramal do Braz, região do bairro Belo Jardim II, em Rio Branco, depois que uma equipe da Polícia Militar do Acre encontrou o carro dele abandonado durante patrulhamento no bairro Santa Helena, também no Segundo Distrito da capital.

Para a absolvição, a magistrada considerou que as provas não foram suficientes para condenar o homem. A decisão foi dada após audiência de instrução e julgamento ocorrida no último dia 25 de outubro.

“Entendo que as provas acostadas aos autos são frágeis para consubstanciar o édito condenatório sendo a absolvição, por insuficiência de provas, a medida que se impõe por ser mais adequada ao caso. Ante o exposto julgo improcedente o pedido constante na denúncia e absolvo Jamerson do Nascimento Paula, pela prática do crime latrocínio”, pontuou Maha na decisão.

Jamerson Paula foi preso em fevereiro deste ano pelo Núcleo de Capturas da Polícia Civil (Necapc) em cumprimento de mandado judicial, após ser denunciado pelo Ministério Público.


Antônio Francisco do Nascimento foi achado morto dentro de casa em Rio Branco — Foto: Arquivo

Investigações

Segundo investigação da Polícia Civil, o acusado, que é de uma facção criminosa, já havia invadido a propriedade de Cartolinha para furtar alguns objetos e galinha e que, inclusive, a vítima teria sido alertada sobre o risco do suspeito voltar.

Mas, em tom de ameaça, falou que se o suspeito voltasse iria se arrepender. Um segundo suspeito, Weverton da Costa Parada, também foi indiciado porque foi achado com o celular da vítima e o carro que havia sido levado foi encontrado próximo de onde ele mora. Weverton não chegou a ser denunciado pelo crime.


Carro da vítima foi achado abandonado em Rio Branco — Foto: Arquivo

Cartolinha chegou a ser diretor e conselheiro do clube acreano. No roubo, os suspeitos levaram vários objetos da casa, o celular da vítima e ainda um valor de R$ 4 mil.

Na época, a PM-AC informou que o carro da vítima estava aberto e com a chave na ignição e alguns papéis queimados. O quarto onde o corpo foi achado estava revirado, com vários objetos jogados no chão. Além disso, um cartucho de bala estava caído ao lado da cama e um facão.


Quarto onde vítima foi achada estava revirado e veículo abandonado em rua de Rio Branco — Foto: Arquivo/PM-AC

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS