6 dezembro 2021 12:19 pm
25.3 C
Rio Branco
6 dezembro 2021 12:19 pm

Conheça as oficinas do Festival Afro-cultural Cabeça de Nêga!

Assessoria
-------- Continua depois da Publicidade--------

A programação do Festival Afro-cultural Cabeça de Nêga contempla oficinas a serem ofertadas de 15 a 20 de novembro, ao longo da Rua Barbosa Lima no Bairro da Base. As atividades são totalmente gratuitas e ocorrem pela manhã, tarde e noite, até 20 inscrições.

O evento contempla pessoas vacinadas, observando os protocolos sanitários de saúde contra o Covid-19. A organização orienta as pessoas inscritas a levarem álcool em gel e alerta sobre a obrigatoriedade do uso de máscara durante todo o evento.

Veja o conteúdo das oficinas e suas mediações!

 

Dia 15 de novembro, 14h às 17h

A oficina “Meu Cabelo, Minha Identidade”, mediada por Kelly Cristina Oliveira que virá de Cruzeiro do Sul (AC) nasceu de um projeto desenvolvido nas escolas cruzeirenses. Kelly é mãe, microempreendedora da beleza, com ênfase na beleza de pessoas negras.  As temáticas da oficina serão acerca do reconhecimento da beleza na diversidade dos cabelos de pessoas negras, especialmente, crianças, adolescentes e jovens de maioria cacheadas e crespas.

Inscrição: https://forms.gle/c4u8CHqzbBWXsuy97

 

Dia 16 de novembro, 14h às 17h

A oficina “Turbante” será mediada por Allańá dï Souza que pesquisa a respeito de Turbante desde 2015. Na arte, ela transita por diversas funções: cinema, teatro, artes visuais, direção de arte, caracterização, indumentária, adereçagem, atuação, cenografia e escrita. O conteúdo da sua oficina passará pela história do acessório, a conexão com nossa ancestralidade, debate contextos políticos, aponta especificidades dos tecidos ideais para o turbante afro até chegar à prática de amarrações.

Inscrição: https://forms.gle/htwphJoRjcbwJ3Xk6

 

Dia 17 de novembro, 09h às 11h

A oficina “Legado de Mercedes Baptista” será mediada por Camila Cabeça, pesquisadora das culturas populares que desenvolve projetos de educação patrimonial desde 2006. Camila é artista da cantoria e da dança, produtora cultural e flerta com a comunicação. É feminista negra e criadora do método corporal “Carimbó para o despertar do corpo”. Durante a oficina apresentará a trajetória da primeira bailarina e coreógrafa negra a fazer parte do corpo de baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ), considerada a precursora da dança afro-brasileira, além de fazer conexões com as possiblidades políticas e corporais que a resistência de Mercedes Baptista representa para a arte feita por pessoas negras.

Inscrição: https://forms.gle/JBJAqEgH2Z6K3gnr9

 

Dia 18 de novembro, 14 às 17h

A oficina “O corpo”, será ofertada por Kika Sena         que é mãe, arte-educadora, diretora teatral, atriz, poeta e performer no Acre, mestranda e pesquisadora nas áreas de gênero, sexualidade, raça e classe. O conteúdo da oficina propõe experimentos dos lugares e deslugares do corpo, com jogos teatrais, Kika conduzirá a experiência de trânsito entre as possibilidades da memória, da imaginação e da percepção do corpo na relação individual e na relação com outros corpos.

Inscrição: https://forms.gle/QP1MCCWmfgdkWh5a9

 

Dia 19 de novembro, 14h às 17h

A oficina “A dança e os ritmos da Marujada Brig Esperança” terá o mestre Aldenor da Costa e os componentes do grupo na mediação de aspectos do folguedo. O mestre nascido de Cruzeiro do Sul (AC) tem experiência na Marujada desde os oito anos quando começou como “gajeiro”. Foi ensinado pelo Mestre Osvaldo Galego que veio de Manaus-Amazonas, na década de 1950. Aos 17 anos assumiu a Marujada Brig Esperança e hoje aos 76 anos continua como um dos únicos Mestres desta Cultura Imaterial Acreana.

 

Inscrição: https://forms.gle/u5NjtrE1t28Y2K536

 

Serviço

Oficinas do Festival Afro-cultural Cabeça de Nêga

Data: 15 a 19 de novembro de 2021

Horários: Dias 15, 16, 18 e 19 de novembro, 14h às 17h;

Dia 17 de novembro, 09h às 11h

Vagas: até 20 pessoas

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS