19 novembro 2021 8:26 pm
23.3 C
Rio Branco
19 novembro 2021 8:26 pm

COMISSIONADO É PRESO após investigação de desvio de combustível no IAPEN. Os prejuízos podem chegar a 10 mil litros de combustível desviados por mês, desde de 2018

Rose Lima, da redação ecos da notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

Pelo menos um funcionário do IAPEN, que segundo o Diretor Geral de Polícia Civil, Josemar Portes, não é do quadro efetivo, mas sim cargo comissionado desde 2018, foi preso na operação ‘’Ouro Negro’’, além de empresários e fazendeiros que compravam combustível desviado e que também vão responder por seus crimes na justiça.

Denominada ‘’Ouro Negro’’, a operação presidida pela Polícia Civil, através da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), que estava em andamento desde 2018, culminou no cumprimento de 19 mandados de busca e apreensão e três de prisões, na cidade de Rio Branco no último sábado, dia 06.

Em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, 8, o Delegado Geral de Polícia Civil, Josemar Portes, falou sobre a operação que investigou indícios de desvio de combustível no IAPEN. Mais de dez empresários e fazendeiros foram identificados como compradores do combustível desviado, e irão responder pela prática do crime, dois deles receberam voz de prisão pela prática do crime de posse ilegal de arma de fogo e foram encaminhados a delegacia de flagrantes.

De acordo com as investigações não há qualquer comprovação de participação de postos de combustíveis. Para Josemar, tanto a Gestão Estadual como os Empresários dos postos de combustíveis eram enganados pelo responsável pelo esquema fraudulento, onde este tinha formas de burlar o sistema e fazer relatórios mentirosos afim de esconder as fraudes.

Vídeo entrevista Delegado Geral de PC Josemar Portes

O Delegado Pedro Paulo Buzolin destacou que nenhum funcionário do quadro efetivo do IAPEN foi identificado na investigação. Foram três anos de investigação e dezenas de pessoas foram identificadas como partícipes do esquema fraudulento, principalmente na aquisição do produto (combustível) desviado. Buzolin explicou como funcionava o esquema fraudulento.

Vídeo Del. Pedro Paulo Buzolin 

O Presidente em exercício do IAPEN, Glauber Farias, falou da exoneração, ainda hoje, do comissionado que articulava todo esquema e disse que o IAPEN sempre contribuiu e continuará contribuindo nas investigações.

Vídeo Glauber Farias

Ao todo, já foram apreendidos 12 veículos, aproximadamente 30 mil reais e cinco armas de fogo e dois mil litros de combustível desviados do IAPEN. Os bens apreendidos visam recompor o erário público.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS