20 novembro 2021 3:31 pm
28.3 C
Rio Branco
20 novembro 2021 3:31 pm

Vereador faz homenagem ao servidor público com imagem com uma merendeira e categoria tece comentários de insatisfação e desvalorização profissional

da Redação Ecos da Notícia
-------- Continua depois da Publicidade--------

28 de outubro é comemorado o Dia do Servidor Público, no entanto, alguns desses profissionais não têm muito o que comemorar. Na manhã desta quinta-feira, 28, o vereador Emerson Jarude (MDB) postou, em suas redes socias, uma homenagem aos servidores públicos.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Ao fazer uso de uma imagem com uma merendeira para parabenizar os servidores a categoria aproveitou para comentar sua insatisfação com a desvalorização profissional. Nos comentários é possível observar que a categoria não tem o que comemorar neste dia.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

“Ganhamos abaixo do mínimo e a complementação é uma das nossas lutas para acabar”, disse uma servidora. “meus parabéns a todos esses servidores que mesmo não ganhando um salário justo desempenham seu papel como ninguém”, diz outra funcionária.

Há algum tempo a categoria luta por valorização, no entanto parece invisível para o poder público. Um merendeiro, que prefere não se identificar, relata que o ambiente de trabalho é insalubre e, muitos sofrem assédio moral no trabalho.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Não temos materiais adequados, panelas já explodiram deixando trabalhadores machucados, alguns gestores nos tratam como se fôssemos empregados e nos obrigam a fazer lanches extras para planejamento de professores. Em datas comemorativas, como o dia de hoje, por exemplo, somos os últimos a nos servir, pois estamos na cozinha trabalhando para fazer comida para os demais funcionários. Muitas vezes somos ignorados e nem nos cumprimentam”, relata.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma das maiores reivindicações da classe é sobre o complemento salarial que eles recebem desde que o salário mínimo ultrapassou o valor do salário base da categoria que é de R$ 969. Desde então, para atingir o valor do salário mínimo eles recebem um complemento, que não é usado na hora da soma do adicional insalubridade, adicional de formação e nem na hora de receber o auxílio natalidade.

Foto: Cedida

Outra dificuldade que essa categoria encontra é na hora de dá entrada licença prêmio, que é o benefício estatutário que o servidor faz jus a três meses de licença a cada cinco anos de efetivo exercício.

“Sempre que um merendeiro entra com pedido eles alegam não ter ninguém para colocar no lugar e assim nos tiram esse direito e essa dificuldade não vemos com as outras categorias”, lamenta uma servidora.

 

 

 

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS