27 outubro 2021 5:43 am
21.3 C
Rio Branco
27 outubro 2021 5:43 am

Sobrevivente da covid quer vender banca de jornal para pagar conta milionária de hospital

Apesar de ter obtido alta, seu Carlos sofreu complicações e precisa pagar tratamento para recuperar a fala e os movimentos das pernas

Correio Braziliense
- Publicidade-

Após receber a notícia de uma dívida de R$ 2,6 milhões por passar 191 dias internado em um hospital particular, Carlos Massatoshi Higa, de 72 anos, pretende vender sua banca de jornal para pagar os custos. O imóvel fica localizado na Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Norte da capital paulista.

O idoso foi internado com o diagnóstico de covid-19 no dia 27 de março no Hospital São Camilo porque, na época, não havia vaga disponível na rede pública. Apesar de ter obtido alta na última segunda-feira (4/10), seu Carlos, como é conhecido, sofreu complicações no período em que passou internado e acabou perdendo a fala e os movimentos das pernas.

A filha dele, Juliana Suyama Higa, que também é professora da rede municipal, contou que o pai é bastante conhecido na região. “Ele quer vender. Disse que quer descansar… Foram 21 anos trabalhando direto. Ele acha que não vai conseguir mais levar a banca e também para levantar mais algum valor para pagar a dívida”.

A família Higa também precisa pagar o tratamento pós internação. Juliana criou uma vaquinha on-line para contar com a ajuda de quem se solidarizar com o caso. Até o fechamento desta matéria, foram arrecadados mais de R$ 130 mil. “Não temos mais condições. Mas é uma vida e vida não tem preço”.

Em nota, o grupo hospitalar informou que oferta serviços particulares de forma transparente e com custos compatíveis com o mercado. “O acometimento por covid-19, no entanto, pode implicar em internações de longa permanência, com valores notoriamente altos. No caso em questão, as informações eram atualizadas constantemente à família. A instituição reforça sua missão de cuidar e valorizar a vida, priorizando a excelência dos serviços prestados, e segue à disposição para quaisquer esclarecimentos”, diz o comunicado.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS