29 novembro 2021 4:38 pm
31.8 C
Rio Branco
29 novembro 2021 4:38 pm

Primeira ponte construída no Acre, ligando o primeiro ao segundo distrito de Rio Branco, a metálica Juscelino Kubitschek completa cinco décadas ainda bem segura

Acrenews
-------- Continua depois da Publicidade--------

A ponte Juscelino Kubitschek, primeira construída no Acre, é situada no centro de Rio Branco e conhecida também como “Ponte velha” ou “Ponte metálica”. Muitas pessoas a utilizam diariamente. Além da utilidade por ligar dois distritos na capital do Acre, essa ‘velha senhora’ tem uma indescritível importância histórica.


A Juscelino Kubitschek ou ponte metálica hoje ainda tem muita serventia para a capital do Acre

Antes da Juscelino Kubitschek, nos tempos áureos do segundo ciclo da borracha, quando os portos da capital fervilhavam, só era possível atravessar o rio Acre por embarcações, as chamadas catraias.


Governador Valério Magalhães comprou as peças de ferro para a construção da ponte em 1957

Em 1957, Valério Caldas Magalhães, nomeado pelo presidente da República governador do Acre, tinha em seu plano de governo a construção da primeira ponte ligando os dois distritos de Rio Branco. Em seu primeiro ano de mandatos foi quando chegaram peças e lotes das estruturas metálicas compradas da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional).


Governador José Augusto Araújo com parte da sua equipe. Ele iniciou a construção da ponte em 1963

A construção da ponte se deu no início de fevereiro de 1963 no governo de José Augusto de Araújo (foto). Com a implantação das pilastras, a montagem e instalação fora projetada pelo engenheiro Machado da Costa e só ficou pronta em 1969. Sua inauguração, no entanto, só aconteceu dois anos depois, no primeiro mandato do governo de Wanderley Dantas, em 1971.


A catraia era a única forma de acessar os dois distritos da cidade Rio Branco até a inauguração da ponte metálica

Em 1978, com a queda da ponte, uma parte do vão fora levado pela força das águas durante as cheias do rio Acre e como a parte do vão da ponte demoraria para se recuperar, construíram uma parte da ponte feita de madeira e cordas que ficou conhecida como “Balança mais não cai” ou “Baila comigo”, uma alusão à novela global na época (1981).


Em 1978 parte da ponte foi levada pela correnteza do rio. O improviso até sua recuperação, em 1982, foi chamado de “Balança mais não cai”

As obras de recuperação da ponte só começaram em agosto de 1984 já no governo de Nabor Júnior e levaria oito meses para ser concluída, sendo reinaugurada em abril de 1985. Totalmente recuperada, com 230 metros de extensão, feita em concreto armado e estrutura asfáltica, nossa ‘velha senhora’ chega aos 50 com muita utilidade ainda, embora já existam outras três pontes sobre o mesmo rio, dentro do perímetro urbano de Rio Branco.


Braçais na construção dos primeiros pilares da ponte. Maioria deles havia sido trazido de fora do Acre

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS