25 outubro 2021 8:27 pm
21.3 C
Rio Branco
25 outubro 2021 8:27 pm

Policiais que deixaram manifestante cego são condenados à prisão na Venezuela

ISTOÉ
- Publicidade-

Dois policiais que deixaram um estudante de 16 anos cego após atirarem nele durante um protesto contra a falta de gás na Venezuela foram condenados a 21 e 27 anos de prisão, anunciou nesta segunda-feira o procurador-geral Tarek William Saab.

Javier Useche e Henry Ramírez, “que tiraram a visão do adolescente Ruffo Chacón”, foram condenados a 27 anos e 9 meses, e 21 anos e 5 meses, respectivamente, relatou Saab no Twitter. O protesto que resultou na violência foi motivado por falhas no fornecimento de gás em San Cristóbal, capital do estado de Táchira (oeste), em julho de 2019.

O governo do presidente Nicolás Maduro foi apontado perante instâncias internacionais por violações dos direitos humanos, várias delas enquadradas em protestos contra o governo que deixaram 125 mortos entre abril e julho de 2017.

Em seus relatórios de gestão, Saab destacou que mais de 150 policiais e militares foram condenados por violações dos direitos humanos desde 2017.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS