7 dezembro 2021 3:04 am
23.3 C
Rio Branco
7 dezembro 2021 3:04 am

No AC, monitorado que tentou matar ex-mulher a facadas e pauladas é condenado a 30 anos de prisão

G1ACRE
-------- Continua depois da Publicidade--------

Crime ocorreu em maio deste ano, na cidade de Sena Madureira, interior do Acre.

monitorado que tentou matar ex-mulher com facadas e pauladas é condenado a 30 anos de prisão.

Um homem, que não teve o nome divulgado, foi condenado a 30 anos de prisão em regime inicial fechado, nessa quarta-feira (27), pela Vara do Tribunal do Júri de Sena Madureira, no interior do Acre. Ele é acusado de tentar matar a ex-mulher com facadas nas costas e depois ainda bater nela com um pedaço de ripa.

O crime ocorreu em maio deste ano, no bairro Cristo Libertador, em Sena Madureira. Conforme o Tribunal de Justiça, a motivação do crime foi uma suposta desavença sobre a visita a filha do casal.

O acusado foi condenado pelo crime de tentativa de feminicídio. O júri entendeu que ele tinha a intenção de matar a vítima e agiu de forma fria e premeditada. A condenação incluiu ainda as qualificadoras de motivação fútil, emprego de recurso que dificultou a defesa e o contexto de violência doméstica e familiar.

Na época do crime, o delegado responsável pelo caso, Marcos Frank, disse que a vítima relatou que estava separada do homem, com quem tem uma filha, e que ele invadiu a casa dela com uma faca e partiu para cima já dando os golpes.

Após levar as facadas, ela pulou para fora da casa e como o imóvel é alto, acabou se machucando mais ainda. Não satisfeito, o ex-companheiro pegou um pedaço de ripa e bateu no braço dela que acabou fraturando.

“Ela pediu socorro e populares pegaram ele e fizeram o linchamento. Os dois foram levados para o hospital da cidade, receberam atendimento, ficaram em observação e depois tiveram alta médica. Ele foi preso em flagrante e vai ser indiciado pelo crime de tentativa de feminicídio. Além disso, vai ser aberta uma outra investigação na tentativa de identificar as pessoas que fizeram o linchamento para responderem também”, disse o delegado.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS