6 dezembro 2021 3:53 am
23.3 C
Rio Branco
6 dezembro 2021 3:53 am

Justiça condena três dos cinco acusados de matar jovem durante ‘tribunal do crime’ no AC

G1ACRE
-------- Continua depois da Publicidade--------

Marcos Antônio Oliveira da Silva , de 20 anos, foi achado morto em dezembro de 2019. Ele estava com as mãos amarradas e enrolado em um lençol.

A Justiça condenou três dos cinco acusados de envolvimento na morte de Marcos Antônio Oliveira da Silva, de 20 anos, achado morto com marcas de tiros e as mãos amarradas no meio da rua no bairro Boa Vista, em Rio Branco. O crime aconteceu na madrugada do dia 8 de dezembro de 2019.

Na época do crime, a mãe da vítima contou que ele havia saído de casa no dia 7 de dezembro e não voltou. Ela contou ainda que reconheceu o corpo do filho ao receber uma foto pelo WhatsApp e confirmar que seria Silva por causa da bermuda que ele usava.

A mãe contou à polícia que a vítima era usuária de drogas e que havia saído de uma facção criminosa meses antes para frequentar a igreja, mas que estava sendo perseguido porque não estaria mais frequentando os cultos.

Em julgamento nesta semana na 1ª Vara do Tribunal do Júri, a Justiça decidiu condenar três acusados do crime, sendo eles: Alexandre de Souza, que pegou 27 anos e um mês de prisão; Efrain Sales da Silva, condenado a 27 anos e cinco meses de reclusão e Thalisson Jesus da Silva, com 25 anos e cinco meses de pena. Thaís Frota e Emerson Sales da Silva foram absolvidos.

O processo aponta que antes de ser morto, Marcos Silva foi obrigado a gravar um vídeo “rasgando a camisa”, ou seja, informando que estava saindo de uma facção para integrar outra. A quebra de sigilo telefônico também mostrou que a vítima foi morta porque havia pedido para sair do mundo do crime, mas não frequentava mais a igreja e que havia voltado a usar drogas e, por isso, foi condenado à morte pelo chamado “tribunal do crime”.

O corpo dele foi achado com as mãos amarradas, marcas de três tiros, sendo dois no tórax e uma cabeça e enrolado em um lençol. Os condenados vão responder por homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel ee o emprego de recursos que dificultou a defesa da vítima, além de corrupção de menores, já que houve a participação de um adolescente na ação.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS