26 outubro 2021 6:54 am
21.3 C
Rio Branco
26 outubro 2021 6:54 am

Fósseis de dinossauro são encontrados em obras de duplicação de rodovia em SP

Juntamente com um osso maior, provavelmente do fêmur ou do membro dianteiro de um titanossauro, foram achados fragmentos de outras partes do esqueleto do animal pré-histórico

Correio Braziliense
- Publicidade-

Novos fósseis de dinossauro foram encontrados nas obras de duplicação de uma rodovia na região de Marília. Os achados aconteceram na Rodovia Rachid Rayes (SP-333), próximo da cidade de Marília. Juntamente com um osso maior, provavelmente do fêmur ou do membro dianteiro de um titanossauro, foram achados fragmentos de outras partes do esqueleto do animal pré-histórico.

Esse foi o segundo achado arqueológico na mesma rodovia. Conforme o paleontólogo Willian Nava, do Museu Paleontológico de Marília, esses grandes animais habitaram a região no Período Cretáceo, há 65 milhões de anos. Ele acredita que novos fósseis serão encontrados, pois a rodovia está sobre um “cemitério de dinos”.

O fóssil maior foi encontrado no dia 24 de setembro, a 5 metros de profundidade, durante a escavação de um barranco, às margens da pista, na altura do km 341. A rodovia recebe obras de duplicação previstas no programa de concessões rodoviárias do governo estadual.

Assim que o material foi observado em meio às rochas, os técnicos de engenharia e meio ambiente da concessionária Entrevias, responsável pela obra, foram acionados para resgatar o pedaço de osso fossilizado. O trabalho foi acompanhado por uma geóloga.

Como o fóssil se desprendeu facilmente do talude, colado a um bloco de arenito, a paleontóloga Domingas Maria da Conceição usou apenas um martelo e uma talhadeira para diminuir o tamanho do bloco. O osso foi levado para o museu de Marília. Seis dias depois do achado, Nava foi ao local e realizou prospecções, encontrando novos fósseis que podem pertencer ao mesmo dinossauro. Segundo ele, são fragmentos de costelas e lascas de outros ossos, dando a ideia de que o provável titanossauro morreu no local e teve a ossada enterrada pelas camadas de arenito. Esses dinossauros eram herbívoros e se caracterizavam pelo pescoço e cauda longos, chegando a medir até 25 m de comprimento.

Em maio deste ano, em outro local de obras da mesma rodovia, foi encontrado um fêmur de outro titanossauro, o que, segundo o especialista Nava, apenas confirma que a região pode ter se transformado em um cemitério desses grandes animais pré-históricos.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS