9 outubro 2021 3:10 pm
34.3 C
Rio Branco
9 outubro 2021 3:10 pm

Estudantes acreanos estão na semifinal da Olimpíada de Língua Portuguesa 2021

Agência de Notícias do Acre
- Publicidade-

Estudantes e professores de cinco escolas acreanas comemoram participação na etapa semifinal da 7ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP) do programa nacional Escrevendo o Futuro, resultado de muito trabalho e dedicação. Os semifinalistas são da capital Rio Branco e dos municípios Cruzeiro de Sul e Manoel Urbano.

Alunos e professora do Colégio Militar Dom Pedro II, Cruzeiro do Sul – gênero: documentário. Foto: Cedida
O concurso é uma iniciativa do Itaú Social com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC). O tema deste ano é “O Lugar Onde Vivo”, que visa fomentar a valorização e integração no meio onde os alunos estão inseridos.

O evento proporciona ao estudante resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, o que contribui para o desenvolvimento de sua cidadania.

A competição tem o intuito de colaborar para a melhoria do ensino e aprendizagem da leitura e escrita dos estudantes, bem como para a formação continuada de professores de escolas públicas de todo o Brasil.

Nas edições anteriores, parte da Olimpíada já acontecia online, mas, neste ano, devido à pandemia da Covid-19, todas as ações serão realizadas virtualmente pelo portal Escrevendo o Futuro, www.escrevendoofuturo.org.br.

A olimpíada é dividida por categorias de gêneros textuais e ano/série:

– 5º ano do ensino fundamental – Poema

– 6º e 7º ano do ensino fundamental – Memórias Literárias

– 8º e 9º ano do ensino fundamental – Crônica

– 1ª e 2ª série do ensino médio – Documentário

– 3ª série do ensino médio – Artigo de Opinião


Alunos e professora da Escola Nazira Anute, Manoel Urbano, gênero: crônica. Foto: Cedida

Semifinalistas

Artigo de opinião

Título: A motivação que habita em mim saúda a motivação que habita em ti

Município: Rio Branco

Escola Estadual: Sebastião Pedrosa

Gestora: Maria Sandi da Silva Guedes

Professora: Mirian Oliveira da Silva

Crônica

Título: De Repente, Conseguimos!

Município: Manoel Urbano

Escola Estadual: Nazira Anute de Lima

Gestora: Mauro Sergio Coelho do Nascimento

Professora: Eliete Machado de Carvalho

Documentário
Título: Receios e desafios: a arte de se reinventar

Município: Cruzeiro do Sul

Escola Estadual: Colégio Militar Dom Pedro II

Gestor: Rômulo Barros da Silva

Professora: Gleiciane Ferreira da Silva Freitas

Memórias literárias

Título: É preciso fazer acontecer

Município: Cruzeiro do Sul

Escola Estadual: São José

Gestora: Rosa Mônica Souza da Silva

Professora: Marcleide Maria da Silva Pinheiro

Poema

Título: Relato de prática: reflexão sobre as experiências vivenciadas na olimpíada de língua portuguesa 2021 em tempos de pandemia.

Município: Rio Branco

Escola Municipal: Ismael Gomes de Carvalho

Gestor: Elismar Pereira de Souza

Professora: Luciana Rosales Leite

“Ficamos muito felizes com a chegada dos nossos estudantes e professores à semifinal. Temos os representantes de cada gênero, deu tudo certo, mesmo no meio da pandemia. Agora que eles vão participar juntamente com a coordenação nacional, vão conseguir captar melhor a ideia do trabalho e o relato de prática feito pelos professores”, declarou a coordenadora estadual da OLP, Rosseline Muniz, representante do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Os vencedores da semifinal se encontrarão na etapa nacional prevista para dezembro deste ano.


Luciana Leite, professora da Escola Municipal Ismael Gomes, Rio Branco, gênero: poema. Foto: Cedida

O concurso é realizado a cada dois anos e em 2019 os estudantes da escola estadual Humberto Soares da Costa, de Rio Branco, trouxeram para o Acre a medalha de ouro da Olimpíada de Língua Portuguesa, da categoria documentário, com a produção Nordestinos no Acre.

A coordenadora ressaltou a expectativa para este momento “é de aprendizagem e realização, tanto dos professores como dos alunos e principalmente, levar o nome do nosso Acre com a temática da olimpíada o lugar onde vivo, para que todos do Brasil possam conhecer”, completou.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS