3 dezembro 2021 11:51 am
31.3 C
Rio Branco
3 dezembro 2021 11:51 am

Cemitérios de Rio Branco recebem serviços de limpeza para o Dia de Finados

G1AC
-------- Continua depois da Publicidade--------

Familiares de pessoas já falecidas providenciam limpeza de túmulos e agentes de limpeza urbana fazem capina e retirada de lixo dos cemitérios.

Cemitérios de Rio Branco recebem serviços de limpeza para o Dia de Finados.

A aproximação do Dia de Finados aumenta a circulação de pessoas nos cemitérios de Rio Branco, a grande maioria, para providenciar a limpeza dos túmulos de seus entes queridos ali sepultados.

Além dos familiares, equipes da Secretaria de Zeladoria da capital também trabalham nos quatro cemitérios públicos, fazendo serviço de capina, roçagem, poda de árvores, pintura e retirada de lixo e entulhos, para deixar tudo pronto para a visitação do Dia de Finados na próxima terça-feira (2).

O secretário de Zeladoria, Joabe Lira, disse que a limpeza começou a ser feita há cerca de um mês e que esta semana os serviços foram intensificados. Porém, no último dia 18, uma equipe da Rede Amazônica visitou três dos principais cemitérios públicos da capital e flagrou uma série de problemas estruturais e de falta de manutenção.

“Estamos fazendo toda limpeza, retirada de entulhos, pintura e de infraestrutura para que a gente possa chegar no Dia dos Finados com os quatro cemitérios preparados para receber a população. Os cemitérios estão abertos das 7h às 17h e as famílias podem vir fazer limpeza, pintura das sepulturas de seus parentes. Esta semana nós suspendemos as construções nos cemitérios, mas os demais serviços podem ser feitos até domingo [31]”, disse o secretário.


Estão sendo feitos trabalhos como pintura, roçagem, poda de árvores e capina — Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Diferente do ano passado por conta da pandemia, a tradicional missa ocorre às 7h no cemitério São João Batista. O secretário pede que as famílias alternem os horários de visitação nos cemitérios para evitar aglomerações.

A aposentada Marileide Mascarenhas esteve no cemitério São João Batista para verificar a situação dos túmulos da família. Ela disse que paga por mês para uma pessoa limpar o local duas vezes por semana.

“A gente paga uma pessoa e toda semana ela vem limpar o túmulo do meu pai e da minha mãe. Agora vim ver onde está meu avô, uma tia e um primo que é em outro lugar. São dois terrenos que temos. É muito importante esse trabalho, temos que ter esse cuidado. Venho um dia antes do Dia dos Finados porque no dia mesmo é muita gente, faço minhas preces e no dia eu venho para a missa”, disse.

O também aposentado Pedro Ferreira das Neves contou que todos os anos faz questão de ir até o local onde a mãe está enterrada para fazer limpeza e também uma oração.

“Todo ano eu venho cuidar do túmulo da minha mãe. Só tem eu e um irmão aqui em Rio Branco, mas sou eu que tomo a frente. Mãe é mãe, não é porque faleceu que vamos abandonar. É um cuidado com a memória. No ano passado não pude vir por conta da pandemia, mas esse ano eu vim para limpar e no Dia dos Finados eu volto para acender uma vela”, falou.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS