20 novembro 2021 8:16 am
22.3 C
Rio Branco
20 novembro 2021 8:16 am

Cassinos no Brasil aumentariam o turismo no Norte

Caio Inácio Pontes
-------- Continua depois da Publicidade--------

O Brasil tem um potencial turístico gigantesco. Além do tão famoso cartão-postal no Rio de Janeiro, o país conta com outras belezas que atraem os olhares do mundo todo, como os lençóis maranhenses, as praias no litoral nordestino, as cataratas do Iguaçu e muito mais.

Para turbinar todo esse potencial, o turismo brasileiro pode receber um grande aliado nos próximos anos: os cassinos em território nacional. Banidos por lei desde 1946, esse tipo de estabelecimento é muito popular em países desenvolvidos, como Portugal, Inglaterra, Alemanha e vários outros.

Nos últimos 10 anos, o debate tem sido muito grande sobre uma possível volta das casas de jogos no país e as conversas têm esquentado recentemente.

Portanto, fazendo uma projeção sobre como seria a volta dos cassinos ao Brasil, mencionamos neste artigo como o turismo se beneficiaria de tal retorno — com foco, claro, na região Norte.

Números de um retorno dos cassinos ao Brasil

Segundo projeções do próprio governo brasileiro, a volta dos cassinos poderia render uma excelente injeção de dinheiro aos cofres públicos nacionais. Só com a arrecadação dos impostos, a expectativa anual é que se acumule aproximadamente R$ 20 bilhões.

É claro que tal cifra só seria possível se esses cassinos fossem realmente bem distribuídos em território nacional, com estabelecimentos além dos já pontos tradicionais de turismo como São Paulo e Rio de Janeiro.

A demanda não seria composta apenas por turistas estrangeiros, é claro. O público brasileiro tem um apetite considerável para os jogos. Para evidenciar tal afirmação, basta olhar os números do turismo no vizinho Uruguai.

Todos os anos, estima-se que 200 mil brasileiros vão aos cassinos de Punta del Este, uma pitoresca cidade uruguaia que se tornou um dos principais destinos de quem sai do Brasil para jogar na América do Sul.

Enquanto eles não voltam, o que fazer?

Além de opções próximas nos países que fazem fronteira na região sul, como os cassinos uruguaios e argentinos, os brasileiros também podem recorrer à internet para jogar.

Dessa maneira, enquanto os casinos não tenham regressado ao território nacional, a alternativa mais recomendada para os jogadores brasileiros continua a ser os sites portugueses. Entre as melhores opções em Portugal encontra-se o casino online 888 que se destaca pela sua excelente qualidade e grande reputação digital.

Com a digitalização, se torna muito mais viável a jogatina dos brasileiros, visto que viagens para o exterior, mesmo que para países vizinhos, se tornaram um artigo de luxo devido ao estado atual da economia nacional.

Como ficaria o Norte com a volta dos cassinos?

Manaus conta com um potencial turístico enorme — Photo by Pixabay

É claro que muito provavelmente o Norte não ficaria de fora de uma possível volta dos cassinos ao Brasil. Entre as cidades da região, vale sempre destacar Manaus, dado ao seu potencial esportivo e à relevância perante ao turismo nacional. Inclusive, a cidade tem recebido cada vez mais eventos esportivos, sendo o último grande o jogo do Brasil contra o Uruguai, válido pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

No entanto, apesar do Norte contar com belas regiões e o cartão-postal da Amazônia, o local ainda carece de maior apelo turístico. De acordo com pesquisa realizada pelo site Decolar, em 2020, nenhuma cidade da região esteve entre as 10 mais procuradas por brasileiros — lista que teve o Rio de Janeiro em primeiro, seguido respectivamente por São Paulo e Maceió.

Um cenário parecido se revela para os turistas estrangeiros que visitam o Brasil. Nesse caso, o site Booking constatou que em 2018 também não houve nenhuma cidade do Norte entre as cinco mais visitadas — lista composta (em ordem) por: Rio de Janeiro, São Paulo, Foz do Iguaçu, Florianópolis e Salvador.

Portanto, há anos que as principais cidades do Norte estão procurando alternativas para chamar mais turistas, nacionais ou internacionais. Uma resposta para isso seria a presença de cassinos de alta qualidade, o que impulsionaria ainda mais o crescimento constante do turismo em Manaus, por exemplo.

Além disso, a chegada desses estabelecimentos poderia ser uma lufada de ar fresco no turismo de regiões que atualmente não são tão conhecidas pelo público em geral. Há vários exemplos mundiais de como cidades ganharam muita vida após a chegada dos cassinos, sendo Las Vegas o principal expoente desse cenário — antes das casas de jogos, Vegas era apenas um pequeno vilarejo sem muita significância no Estado da Nevada.

É claro que não se vira uma Las Vegas da noite para o dia e não é apenas a presença de um cassino que vai turbinar a economia de uma cidade, visto que é necessário todo um aparato ao redor para suprir a demanda dos turistas. Tópicos como rede de hoteleira adequada, boas estradas de acesso e aeroporto funcional são condições indispensáveis para o bom funcionamento de um estabelecimento do tipo.

Além de Las Vegas, outros exemplos muito bem-sucedidos de cassinos que deram vida ao lugar em volta também podem ser citados, como Macau (província da China), Algarve (região do sul de Portugal) e Punta del Este (Uruguai).

Portanto, o Norte pode ter uma guinada muito grande em seu turismo com o retorno dos jogos, mas é preciso ter em mente que todo aparato estrutural precisa estar em dia para que os lucros sejam maximizados.

O que esperar para o futuro próximo?

Atualmente, a discussão sobre a volta das casas de jogos em espaço físico no Brasil segue sem muitos avanços no congresso. No entanto, a pauta vem sendo gradativamente discutida por senadores e deputados nos últimos anos.

Vale mencionar que recentemente as apostas esportivas foram regularizadas e os cassinos tendem a ir para o mesmo caminho. Afinal, praticamente todos os países com economia produtiva contam com a presença desses estabelecimentos e seria um atraso expressivo se o Brasil ficasse de fora por muito mais tempo.

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS